26 de out de 2016

Caçadas de Pedrinho (Monteiro Lobato) – DL L&T 2016


Título: Caçadas de Pedrinho
Autor: Monteiro Lobato
Mês: Outubro
Tema: Clássico
Editora Brasiliense, 105p.

O Marquês de Rabicó mora no sítio de Dona Benta e conhece todos os recantos do local. Ao se aventurar por uma parte da mata fechada, ele acaba descobrindo pegatas do que ele acredita ser um gato gigante. Desesperado, ele volta pro sítio e conta sua descoberta para o Pedrinho, atiçando a curiosidade do menino. Ele conta para Narizinho, e mais tarde Dona Benta e Tia Nastácia também ficam sabendo. Pedrinho, então, convence Narizinho de que eles devem caçar a onça (eles já descobriram que o gato gigante é uma onça). Junto a eles se unem oVisconde de Sabugosa, o Marquês de Rabicó e a boneca Emília. Mas a aventura das crianças leva os animais a procurar vingança e assim começa uma guerra entre animais e crianças. No meio disso, aparece um rinoceronte fugido que encontra no sítio um lugar de sossego. Então, as crianças se aproximam do bicho, que os ajudam a resolver o problema com o resto dos animais.

Um livro gracinha que não me levou mais do que uma hora pra ler. Monteiro Lobato fez parte da minha infância, mas somente pelo programa que a Globo exibia, “O sítio do picapau amarelo”, porque até este momento eu não havia lido mais do que um livro dele. Gostei. A história é divertida, os personagens são cativantes e o livro é uma bela amostra do porque Monteiro Lobato é um dos grandes nomes da literatura.

24 de out de 2016

História e glória da dinastia Pato 2 (Guido Martina) – IDY 2016


Título: História e glória da dinastia Pato 2
Autor: Guido Martina
Mês: Outubro
Tema: Relembre a infância
Editora Abril, 186p.

Neste volume 2, os patos saem da Espanha para o Golfo do México, quando o antepassado de Donald conhecido como Flibusteiro mascarado está em fuga e seu tio Patinholês se dirige para a América de 1861, quando o norte e o sul do país se encontravam em guerra. Pathinas e seus sobrinhos vencem mais um duelo contra o antepassado de Patacôncio e de lá passa para o Klondike, onde o papai Patinhas é um comerciante de trenós. Ele e sua noiva Pepita se casam e geram seu famoso filho multimilionário, Tio Patinhas. Este volume também insere uma nova história dividida em duas partes, que se passa na Roma dos césares.

A continuação da história dos patos mantém a boa qualidade de material e conteúdo. Não tenho muito o que falar sobre ela, só que é claro que eu adorei e que, depois de ler essa coleção, comecei a correr atrás de gibis que contem a história da família de Donald e de Patópolis, principalmente aquela coleção das histórias escritas por Carl Barks com aqueles não-sei-quantos volumes. Completamente recomendado.

21 de out de 2016

História e glória da dinastia Pato 1 (Guido Martina) – IDY 2016


Título: História e glória da dinastia Pato 1
Autor: Guido Martina
Mês: Outubro
Tema: Relembre a infância
Editora Abril, 186p.

A história da família Pato, desde o Egito antigo até a atualidade na América do Norte. Dividida em dois gibis, o primeiro volume retrata a vida dos antepassados do tio Patinhas e seus sobrinhos, começando pelo Egito, quando Pah-Tih-Nhas precisou fugir do Egito até Roma, quando ele assume a identidade de Patinius Arbiter Cucinarum, um taverneiro. De Roma, vamos para a Escócia, onde o descendente seguinte, Mac Patinhas está as voltas com seu inimigo ancestral Mac Patakôncio. O próximo episódio mostra os patos na Espanha na era dos descobrimentos, onde Patiñas y Patiñas é um fidalgo que logo vê uma ótima oportunidade de riqueza nas futuras colônias descobertas.

Esse gibi é um verdadeiro primor. Além da qualidade do material, cada capítulo da história vem com uma explicação sobre os seus autores, as (in) congruências nas histórias, as mudanças que tiveram que ser feitas devido às épocas de suas primeiras publicações. É uma das melhores publicações da editora Abril da Disney que eu tenho. Adorei e recomendo.

19 de out de 2016

A escolha (Kiera Cass) – RC 2016


Título: A escolha
Autora: Kiera Cass
Mês: Outubro
Tema: YA
Editora Seguinte, 351p.

America é a preferida do príncipe Maxon, mas somente dele. O rei acha que existem Selecionadas melhores e a rainha apóia o filho, enquanto America fica a espera de Maxon confessar seus sentimentos enquanto ela mesma vive na dúvida se faz o mesmo. Ela também tem que se preocupar com Aspen, que agora é um dos guardas no palácio. Apesar de não sentir mais o mesmo, ele ainda a deixa balançada, ao mesmo tempo em que os sentimentos por Maxon começam a se tornar mais fortes. Além de existirem candidatas que podem trazer mais vantagens, America ainda tem que lidar com ataques mais ferozes e constantes dos rebeldes. Mas tudo muda quando Maxon e America descobrem uma nova estratégia para lidar com os rebeldes.

Faz tempo que eu havia lido A elite, então tive que me forçar a lembrar de alguns personagens e acontecimentos. Depois de dar uma olhada no Diário da Seleção, eu me espantei com algumas coisas mas ao invés de ficar procurando no livro, resolvi ir lendo e fiquei muito surpresa com algumas partes. Tudo que eu apostava, errava rsrsrs Incluindo o final. Eu já sabia quem Maxon escolheria, sabia que ele apareceria como rei ainda neste livro, e fiquei imaginando como Maxon descobriria sobre Aspen e America, mas como aconteceu me deixou mais do que surpresa, estarrecida. Gostei bastante do livro por isso. Um (quase) final de série maravilhoso, super recomendo.

17 de out de 2016

Jornada pelo rio mar (Eva Ibbotson) – RC 2016


Título: Jornada pelo rio mar
Autora: Eva Ibbotson
Mês: Outubro
Tema: Gostaria de ter lido em 2015, mas não o fez
Editora Rocco Jovens Leitores, 258p.

Maia tem treze anos, órfã de pai e mãe que estuda em um internato inglês. Quando seu responsável descobre que ela tem uma família que mora no Amazonas, a menina é levada junto com uma acompanhante, a misteriosa srta. Minton para o Brasil para morar com os Carter. Mas a vida na Amazônia, que passa pela época da expansão da borracha, não é exatamente o que Maia imaginou, pois longe de ser um paraíso no meio da floresta, Maia conhece uma casa fechada, sem flores e nem bichinhos de estimação, onde a sra. Carter só se preocupa em matar os odiosos insetos, suas gêmeas são duas intratáveis e o chefe da família, sr, Carter, só valoriza sua coleção de olhos humanos. Maia, no entanto, consegue fazer amizade com os índios que trabalham no lugar e com o menino ator chamado Clóvis. Uma ajuda inesperada faz a menina conhecer um jovem misterioso, que mais tarde revela ser o filho de um famoso naturalista. Sob a constante atenção da srta. Minton, Maia começa a conhecer e aproveitar a verdadeira Amazônia e se apaixona pelo lugar, vive aventuras e ajuda Clóvis a voltar para sua amada Inglaterra.

Peguei esse livro esperando pouca coisa dele. Ainda bem que me surpreendi de forma muito positiva. A leitura é deliciosa, o enredo te prende do início ao fim. A autora conseguiu retratar um momento histórico tão importante para a região amazônica, como foi o período da expansão da exploração da borracha, de forma brilhante, porque ao mesmo tempo em que esse não é o assunto central da história, acaba se tornando muito importante dentro do enredo como um todo. É como se o panorama histórico fosse um pano de fundo nem muito transparente, nem muito vivaz, mas colorido na medida certa, onde as vidas dos personagens se desenrolam de forma que você consegue ver o quadro inteiro. Muito recomendado.

14 de out de 2016

Amigo secreto - A lista de desejos (Sylvia Day) – RC 2016


Título: Amigo secreto - A lista de desejos
Autora: Sylvia Day
Mês: Outubro
Tema: Sobre coisas que podem acontecer a noite
Editora Paralela, 41p.

Amigo secreto narra a história de Stephanie e Nick, dois advogados bem sucedidos. Nenhum deles sabe, mas um é a paixão secreta do outro. No amigo secreto realizado entre os colegas do escritório, Nick tira Stephanie e pega uma de suas listas de desejos (a lista de desejos eróticos que ela havia descartado). De posse disso, ele tenta se aproximar dando a Stephanie exatamente o que ela quer.
A lista de desejos narra a volta de Anastasia para a cidade que ela deixou para trás há muito tempo. Ela tem um segredo e nunca quis revelá-lo a ninguém, por isso abandonou tudo e todos, inclusive o cara que amava. Sua família era o impedimento entre os dois, e agora ela quer resolver tudo. Ao encontrar Jake Monroe, ela tenta fugir, mas ele não está disposto a aceitar mais nenhuma recusa.

Eu procurei, e procurei, e procurei um título que se encaixasse nesse tema. Apesar de ser óbvio que livros Hot se enquadram perfeitamente, eu não queria escolher um desses porque não é algo que eu goste de ler. A única vantagem que esse livro tem em relação aos outros está no fato de que é bem fino, não demora muito tempo pra ler. Não conheço livros da Sylvia Day e nem irei ler depois desse. Valeu somente para conhecer o estilo da autora.

12 de out de 2016

Pinóquio (Carlo Collodi) – RC 2016


Título: Pinóquio
Autor: Carlo Collodi
Mês: Outubro
Tema: Clássico com menos de 200 páginas
Editora Companhia Editora Nacional, 135p.

Era um pedaço de pau comum que apareceu na oficina de um velho carpinteiro chamado Mestre Antônio. Ele deu o pau para Gepeto, um velhote alegre, que quis transformar o pedaço em um boneco. Pinóquio é o nome que o velhote dá para ele, e logo o boneco se revela um traquina desobediente e esperto. Ao sair de casa para ir a escola, ele resolve que o estudo pode começar outro dia embarca em várias confusões quando deveria se comportar, ignorando os sacrifícios que Gepeto faz por ele. No entanto, Pinóquio sempre paga por sua desobediência, recebe ajuda de sua fadinha protetora e acaba, em suas andanças pelo mundo, refletindo sobre as qualidades que deve aprender a valorizar para ter seu sonho de virar um menino de verdade realizado.

Mais uma vez eu fiquei impressionada com a capacidade da Disney de suavizar todo um enredo. Pinóquio nunca foi um dos meus desenhos favoritos, na verdade eu sempre achei chato, só gostava do gatinho Cícero, mas acho que se o filme da Disney tivesse sido só um pouquinho mais fiel ao livro, eu teria gostado mais. E as morais da história (do nariz que cresce se a criança mentir, da criança desobediente que não irá conseguir nada na vida a não ser que obedeça o adulto, etc) seriam melhor assimiladas. Porque o livro inteiro é sobre essas lições que nós quando crianças devemos aprender: não mentir, não desobedecer, estudar para ser alguém na vida. Este livro foi uma grata surpresa e eu recomendo de todo o coração.

10 de out de 2016

Primavera eterna (Paula Abreu) – DL 2016


Título: Primavera eterna
Autora: Paula Abreu
Mês: Outubro
Tema: Tem uma das quatro estações no título
Editora Arqueiro, 128p.

Maia é uma jovem publicitária com uma vida bem estável. Ela tem um bom emprego e um bom namoro, até aí tá tudo bem. Será? Um belo dia, ela começa a imaginar como seria sua vida no futuro, ela percebe que os filhos que imagina ter são muito semelhantes a Diogo, um menino por quem ela se apaixonou à primeira vista aos 12 anos. Eles se tornaram amigos na época, mas depois que Diogo viajou com a família, eles perderam o contato. Maia até tentou se comunicar, mas o mudismo do outro lado fez com que ela desistisse. Dez anos depois, Maia resolve dar um tempo da estabilidade, e num impulso viaja para os Estados Unidos para reencontrar Diogo, o garoto (não homem) que nem deve mais se lembrar dela...

Eu andava louca atrás de um livro para esse tema, tentei conseguir vários outros mas nunca dava certo… até que uma pessoa resolveu me responder no skoob e a troca deu certo. Li e confesso que não era nada do que estava esperando. Pensei que teria em mãos um desses chick-lit que você ri das loucuras da protagonista e depois torce para ela começar a fazer as coisas darem certo. Esse livro não passa nem perto de ser um chick-lit. Na verdade, nem sei direito como classificá-lo. Tem romance, mas a história trata mais de autodescoberta do que qualquer outra coisa. Só sei que adorei e recomendo.

7 de out de 2016

Maldição dos ancestrais (Matt de La Peña) – DL 2016


Título: Maldição dos ancestrais
Autor: Matt de La Peña
Mês: Outubro
Tema: Ação
Editora Seguinte, 202p.

Dak, Sera e Riq, depois de consertarem mais uma fratura no tempo, se encontram agora na época do Império Maia, durante a conquista espanhola (pelo menos é o que Sera acha). Eles chegam na península de Yucatán debaixo de um temporal, e enquanto tentam descobrir o que pode ter dado errado, eles começam a suspeitar que existe algum motivo para eles estarem onde estão, pois o momento é peculiar: os anciões da aldeia estão escrevendo um importante códice sobre os acontecimentos da época. E esse códice pode ser a chave para o conhecimento histórico desse povo. Enquanto Sera se tortura com a visão que teve do cataclismo, Riq se interessa por uma jovem maia e pensa seriamente em abandonar a missão para ficar com ela. Dak continua a sofrer com o sumiço dos pais, mas com a confusão sobre o momento que devem consertar, ele começa a questionar se também não deve melhorar a história do povo maia.

Mais um livro super envolvente da série Infinity Ring. Qualquer hora dessas eu me aventuro no jogo rsrs Esse me deixou um pouco confusa, mas depois que peguei o ritmo da leitura, não consegui largar. O que mais gostei neste livro foram as visões de Sera e me pergunto do que falará o último livro dessa série. Não tenho muito mais o que dizer, só que adorei. A história prende a atenção do início ao fim, e depois que termina, fica na maior ansiedade para saber em que época eles irão se meter da próxima vez. Recomendado.

5 de out de 2016

Destrua este diário (Keri Smith) – DL 2016


Título: Destrua este diário
Autora: Keri Smith
Mês: Outubro
Tema: Considerado modinha
Editora Intrínseca, 224p.

Este é um livro ilustrado que contém variadas e estranhas tarefas a serem cumpridas pelos leitores: maneiras diferentes de destruir o livro e/ou completá-lo. Através das ilustrações, o leitor é levado a estragar o livro rasgando-o, manchando as páginas com café, dentre outros, com o objetivo de experimentar o processo criativo.

Um livro que eu fiz questão de ler só de curiosidade. Muito bacana. No ínicio eu achei que ele realmente contaria uma história, não sabia que ele era um desses livros “cuja história o leitor cria”, esse tipo de coisa. A diagramação é excelente, uma das vezes em que a Intrínseca fez seu melhor. Eu não tive coragem de fazer as destruições que estão escritas, simplesmente peguei e fiquei pensando “faço ou não faço?” Não fiz rsrsrsrs Depois de ler, passei adiante. Recomendo.

3 de out de 2016

O feitiço do desejo (Chris Colfer) – DL 2016


Título: O feitiço do desejo
Autor: Chris Colfer
Mês: Outubro
Tema: Escrito por celebridade
Editora Benvirá, 384p.

Os gêmeos Alex e Corner não estão em uma fase de vida muito boa. O pai faleceu recentemente, eles precisaram se mudar e viram a casa antiga que eles amavam ser vendida. No aniversário de doze anos, sua avó aparece com vários presentes, e um especial: o livro de conto de fadas que seu pai costumava ler para eles quando menores. Um belo dia, o livro acaba “sugando” os irmãos para dentro de sua terra de histórias. Enquanto Alex gostaria de explorar o lugar, Corner não vê a hora de voltar para casa. Só que para isso,eles terão que reunir todos os ingredientes do feitiço do desejo. Na busca por eles, os gêmeos vão viver grandes aventuras e conhecer muitos dos personagens das histórias que ouviram quando crianças, mas acima de tudo, eles irão descobrir algo muito mais importante sobre sua família.

Quando esse livro foi lançado, eu não botei muita fé, apesar de ser de um gênero que eu adoro e a capa ser bem atrativa. Eu ainda tinha preconceito sobre livro escrito por celebridade, então nem fiz questão. No entanto, foi a primeira opção para essa categoria que veio à mente, já que as outras opções eram difíceis de achar. Eu arrastei bastante a leitura desse livro, ainda não sei explicar bem por que, mas gostei dele. A história é legal, a junção dos contos de fadas é boa, e o fato das princesas serem mais famosas que seus príncipes foi o que me atraiu mais ainda a história. Recomendo.