29 de set de 2016

Prêmio Dardo 2016


No post de hoje, que diga-se de passagem eu já deveria ter feito, eu venho para agradecer MUITO a Verônica Lira, do blog Admirável Mundo Inventado, pela indicação ao prêmio Dardo 2016.


“O Prêmio Dardo é um selo virtual criado em 2008 pelo escritor Alberto Zambade, do blog Leyendas de "El Pequeño Dardo" El Sentido de las Palabras, para premiar os esforços dos blogueiros em seu empenho por transmitir valores culturais, éticos, literários e pessoais, e que, em resumo, demonstram sua criatividade através de seu pensamento vivo, e de seu conteúdo original. Ele selecionou e concedeu o prêmio a quinze blogs, que deveriam indicar outros quinze para o prêmio, e assim sucessivamente".

Eu sempre vi outros blogs com esses selos de prêmios e sempre pensei se algum dia algum blog meu seria ao menos indicado rsrsrs Fiquei tão, TÃO, MAS TÃO FELIZ que me senti exatamente assim:


Meus blogs não tem nada dessas inovações, vídeo resenhas ou qualquer coisa do tipo que os blogueiros fazem hoje em dia. São bem simples, com resenhas de textos bem básicas e eventuais notícias. Muitas vezes pensei em parar com tudo, então esse singelo reconhecimento é demais :D


Agora sou eu que devo indicar os meus quinze blogs favoritos. As regras para indicação dos blogs são as seguintes:
-Indicar blogs que preencham os requisitos acima (na descrição do selo) para receber o prêmio;
-Exibir a imagem do selo;
-Mencionar o blog que te indicou e inserir o link dele;
-Avisar os blogs escolhidos.
São eles:

Lost in Chick Lit
O primeiro blog sobre Chick lit que eu comecei a seguir E QUE me apresentou a esse novo gênero. Eu não fazia ideia de que tipos de livros se encaixavam nessa categoria, então quando encontrei o blog da Juliana, me apaixonei. Para começar, ele é todo rosa (o que me faz instantaneamente associar a cor ao gênero). Além das várias listas e indicações de livros chick lit, ela também posta novidades e lançamentos.

Lost Girly Girl
Um dos primeiros blogs que eu conheci e comecei a seguir. Gosto do jeito que a Michele escreve, e adorei quando ela abriu um bazar e resolveu se desfazer de alguns livros que ela não queria mais. Além de ser uma forma de indicar livros que eu nem sabia que existia, o preço é super em conta.

Diário de incentivo a leitura
Esse é o blog da Vanessa. Confesso que a primeira vista, o que me fez seguir o blog foi o fato dele ser de uma assistente de biblioteca, o que eu achei o máximo, porque blogs comandados por bibliotecárias são uma raridade. Depois, olhei melhor e me apaixonei. Comecei a seguir, e apesar de não ser uma comentarista frequente, sempre que posso estou de olho nas novidades que a Vanessa posta.

Coruja em teto de zinco quente
Esse é outro blog que eu adoro. O gosto por leitura da Vanessa é interessante, ela posta de tudo um pouco e o que eu gosto mesmo é o fato de, cada vez que eu vou dar uma olhada, ele tem um novo layout (sempre é cada um mais fofo que o outro).

Fundo falso
Um dos melhores blogs que eu já vi por aí. Na época, me apaixonei de cara pelo layout, depois comecei a reparar no conteúdo e não parei de seguir. De lá para cá, o blog mudou, mas a qualidade continua a mesma de sempre. Notícias, sorteios e resenhas muito boas que me fazem até querer ler alguns livros, mesmo quando os gêneros não são os meus favoritos.

Livros & Tal
Cultivando a leituras
Diário dos livros
As meninas que lêem livros
Resolvi falar destes blogs juntos porque foi na mesma época que eu os descobri, quando procurava indicações de leituras para desafios literários. Eu gostei deles porque, apesar de quase não comentar, sempre tem alguma novidade. A qualidade das resenhas é boa, e cada um tem um diferencial atrativo.

Viagem literária
Falando de blogs comandados por bibliotecárias, o blog da Viajante Literária está na lista dos “5 primeiros blogs que conheci e gostei” também. Por mais estranho que pareça, o que me atraiu foi a foto da blogueira vestida de Bela. Zanzando pelo blog, reparei que ela adora a personagem, então, como não podia deixar de ser, comecei a seguir. Ele não tem grandes salamaleques, é bem simples (como o meu, o que eu gostei), mas o conteúdo compensa.

Livro no chá das cinco
Como faz 6 anos (!!!) que eu criei meu primeiro blog, não lembro exatamente a ordem em que achei outros blogs e comecei a segui-los. O que sei com certeza é que o Livro no chá das cinco está na minha lista dos “5 primeiros blogs que conheci e gostei”. De cara eu gostei do nome, depois comecei a xeretar o conteúdo e comecei a seguir.

Romances e leituras
Um blog que só fala de romances (?) Na-na-ni-na-não. As meninas do blog, Carol, Flávia, Larissa, Paola e Sabrina falam de tudo um pouco. Tem muita indicação boa, mas a seção que eu gosto mesmo é da Tag Literária, cada uma mais criativa que a outra.

Livros e pessoas
Eu simplesmente AMO este blog! Uma das melhores parcerias que fiz na blogosfera. O conteúdo é de qualidade, ele fala de tudo um pouco MESMO, todas as novidades sobre livros que você quiser estão aqui, sobre o mundo editorial e têm excelentes dicas e notícias.

Livros e fuxicos
Em 2013 (nem acredito que já faz todo esse tempo), eu resolvi participar de um desafio literário diferente. Topei com o Fuxicando sobre chick-lits, e como não curtia o gênero, achei que seria uma boa ler algo diferente. Apesar de continuar não curtindo esse tipo de livro, o blog me cativou. O layout é uma graça e eu simplesmente gosto do jeito de resenhar livros da Paola.

Minha vida literária
Por último, mas não menos importante, o blog da Aione. Conheci ele ao participar do desafio literário Fuxicando sobre Chick-lits. As minhas indicações dos livros para este desafio vieram da Aione, praticamente todos. O blog dela é uma gracinha, sempre com novidades e ótimas resenhas.

26 de set de 2016

Eu, você e a garota que vai morrer (Jesse Andrews) – DL L&T 2016


Título: Eu, você e a garota que vai morrer
Autor: Jesse Andrews
Mês: Setembro
Tema: Sick-lit
Editora Rocco Fábrica231, 288p.

Eu sou um burro que não sente emoções apropriadas e não consigo viver de verdade uma vida humana normal.

Greg Gaines tem 17 anos cujo objetivo é passar pela vida sem incômodos. Ele não tem amigos porque não quer ser enquadrado em um grupo específico que talvez possa sofrer bullying dos outros. A única pessoa que pode ser considerada algo próximo de amigo por ele é Earl Jackson, um garoto de vida familiar problemática e com quem ele cria filmes péssimos, os quais os dois não deixam ninguém ver de tão ruins. A vida de Greg seguia normal e sem incidentes, até sua mãe intimá-lo a voltar a falar com Rachel, uma ex-namorada que agora está morrendo devido a leucemia. A desculpa é que a amizade deles possa fazer alguma diferença no pouco tempo que Rachel tem de vida.

- Oi.
- Ei.
- …
- Eu telefonei para o médico, e ele disse que você precisava de uma receita de Greg-acil.
- E isso é o quê?
- Sou eu.

Greg não tem ideia de como se aproximar de Rachel, até que um simples telefonema muda tudo e os dois se tornam amigos. E o mais irônico: Rachel gosta dos filmes horrorosos que Greg e Earl produzem.

Depois de pesquisar sobre livros para essa categoria do desafio (pois eu não tinha idéia do que ler e os que sugeriam eu já havia lido), achei o livro do Jesse Andrews. O título me soava familiar, e só depois que eu vi no telecine um filme homônimo na programação, me toquei que era uma adaptação. Não quero falar das diferenças e semelhanças entre ambos, só quero dizer que fiquei encantada com o filme, chorei muito e logo depois fui ler o livro. Como é meio difíAcil expressar o quanto você pode gostar de um livro que fala sobre uma adolescente morrendo de câncer, eu só digo que o livro é diferente dos que eu li dessa temática. Ao invés de você começar a se desesperar por causa de uma jovem que está condenada a morrer tão cedo, dá para o leitor gostar da irreverência e do deboche presentes na história. Não me entenda mal, a temática é triste e sim, você vai derramar algumas lágrimas, mas o foco do livro não é o drama da doença. Eu gostei do jeito “acomodado” de Greg (como me identifiquei com ele!) e gostei da dinâmica entre ele e Rachel. Muito recomendado.

23 de set de 2016

A ameaça invisível (Bárbara Morais) – IDY 2016


Título: A ameaça invisível
Autora: Bárbara Morais
Mês: Setembro
Tema: Distopia
Editora Gutenberg, 318p.

Passaram-se três meses da missão na ilha dos dissidentes, mas Sybil ainda carrega traumas pelo que fez e por quem perdeu. Um encontro com Áquila faz com que ela se torne mais temerosa pela segurança de sua família e seus amigos. O recado do jovem diz respeito ao acordo de Sybil com seu pai, o senador Fenrir. Além dos pesadelos, ela também saiu da missão com arquivos relacionados ao navio em que ela estava e que naufragou, mas como o furto custaria sua vida se descoberto, ela só confia nos amigos mais próximos para ajudá-la a entender os documentos. Enquanto isso, Sybil é convidada para a festa de lançamento da campanha do almirante Klaus, onde ela descobre mais sobre como senador gostaria de usá-la. A jovem também conhece pessoas bem interessantes que também estão envolvidas na eleição de um novo cônsul, alguém que possa dar uma vida melhor aos anômalos como ela. O que Sybil não imagina é que essa ajuda ao senador para acabar com o poder do cônsul vai trazer para sua vida e de todos com quem ela se importa.

Como faz um tempo que eu li o primeiro livro, fiquei meio perdida ao iniciar esse aqui. Só consegui pegar o embalo mesmo a partir do capítulo 3 e a partir daí não larguei o livro, terminei em um dia. Foi até um pouco difícil começar uma resenha que prestasse por causa da quantidade de informações que esse livro traz. Desde o primeiro livro eu imaginei que Fenrir pudesse ser o pai de Sybil, e o fato de que ele estaria usando a filha para alcançar seus objetivos estava se enraizando na minha cabeça, mas Bárbara soube surpreender quando mostrou realmente era o pai da jovem, e como não podia deixar de ser, essa descoberta tinha que vir seguida de uma tragédia. Ansiosa para ler o último livro, mas claro que não estou esperando nenhum final feliz. Afinal, distopia é distopia. Recomendado.

21 de set de 2016

A sereia (Kiera Cass) – RC 2016


Título: A sereia
Autora: Kiera Cass
Mês: Setembro
Tema: Publicado em 2016
Editora Seguinte, 323p.

Há oitenta anos atrás, Kahlen foi salva de um naufrágio pela Água. Como pagamento, ela deveria se tornar uma sereia e servir a Água por 100 anos, alimentando-a sempre que fosse chamada. Detalhe: a Água se alimenta das pessoas que naufragam, atraídas pela bela voz das sereias. Junto a outras moças que tem o mesmo destino, Kahlen cumpre a pena a risca, sem nunca antes ter desobedecido a Água. Até o momento em que, em um de seus dias normais de solidão, ela conhece Akinli, que a entende de cara e consegue traduzir seus pensamentos, já que ela não pode nem pensar em abrir a boca perto dele. A conexão entre eles é forte, mas um erro coloca os dois em perigo, e a Água descobre tudo. Quando sua situação fica insustentável, ela descobre que a vida de Akinli está por um fio. Agora, Kahlen e suas irmãs devem correr contra o tempo para salvar não só sua vida, mas a do rapaz ´por quem ela se apaixonou.

A história já começa de um jeito impactante, com uma tragédia que deixa você logo de cara torcendo para que alguém se salve. Eu gostei bastante do jeito como ela abordou a questão da voz mortal das sereias, sem floreios, um jeito bem cruel, como só se vê nos livros de mitologia. A parte dos naufrágios também é bem forte, a forma como ela descreve. A maior surpresa foi a ligação entre os dois e a causa da doença de Akinli. Apesar de ter ficado com o pé atrás quando soube desse livro, eu amei. Totalmente recomendado.

19 de set de 2016

A droga do amor (Pedro Bandeira) – RC 2016


Título: A droga do amor
Autor: Pedro Bandeira
Mês: Setembro
Tema: Suspense policial
Editora Moderna, 174p.

Um cientista americano havia conseguido finalmente criar a cura para a praga do século, o mal que transforma o amor em morte. Mas na sua chegada no Brasil, ele é seqüestrado. No mesmo vôo, estavam Magrí e sua treinadora, que haviam voltado de uma competição. O motivo de sua volta tão repentina é um pedido de ajuda de Chumbinho, porque o garoto não faz idéia do porque os Karas estão se separando. O grupo acaba tendo que se unir de novo para poder desvendar o mistério do seqüestro do cientista, enquanto Miguel, Calú e Crânio precisam lidar com a escolha que Magrí terá que fazer em relação aos próprios sentimentos....

Mais uma aventura dos Karas. Ao contrário das anteriores, não curti muito. Claro que o mistério sobre os crimes e as reviravoltas da história continuam envolventes, mas o romance em si é meio chato. Sempre antipatizei com isso, porque desde o primeiro livro parecia que Magrí escolheria Miguel, e isso foi mudando nos livros seguintes. Claro que os momentos de carinho entre ela e os meninos sempre tinham a ver com qual deles estava mais em perigo, então óbvio que quando ela os reencontrasse, seria uma emoção diferente, mas ainda assim, não parecia que ela escolheria outro que não fosse Miguel. Digamos que esse final me surpreendeu, mas só irei me conformar mesmo depois que ler A droga de americana. Fora isso, gostei bastante.

16 de set de 2016

O alçapão (Lisa McMann) – RC 2016



Título: O alçapão
Autora: Lisa McMann
Mês: Setembro
Tema: Situado no passado (mais de 100 anos atrás)
Editora Seguinte, 222p.

Em mais uma viagem no tempo, Riq, Dak e Sera vão parar nos EUA de 1850, época em que a briga entre o norte e o sul do país em torno da escravidão estava no ápice. Uma nova lei, chamada Lei dos cães de caça, decreta que os escravos podem ser capturados em qualquer estado e vendidos no sul, escravagista, sem nenhum julgamento. Para piorar a situação, Riq é capturado para ser vendido como escravo. Enquanto Dak e Sera fazem de tudo para libertar o amigo ao mesmo tempo em que tentam evitar os agentes da SQ, o jovem Riq descobre pistas de seus antepassados e, mesmo receando, mexe para que a história de sua família tome um rumo diferente.

Como todos os livros da série, essas reviravoltas com o tempo fazem a história ser muito envolvente. Gostei bastante deste, porque as mudanças que Riq faz alteram diretamente sua família, nas outras vezes as alterações não significavam nada pessoal ao trio principal de protagonistas. Então foi interessante imaginar as conseqüências desta vez. Recomendado.

14 de set de 2016

Madame Bovary (Gustave Flaubert) – RC 2016


Título: Madame Bovary
Autor: Gustave Flaubert
Mês: Setembro
Tema: Desafio da Rory Gilmore
Editora Martin Claret, 210p.

Charles Bovary é um jovem médico, casado com uma mulher mais velha e viúva. Quando ele recebe um chamado para um atendimento, conhece Emma, filha do paciente, e se apaixona. Sua mulher fica com ciúmes, mas falece pouco tempo depois. Ele então pede Emma em casamento e ela aceita. Nascida e criada em uma fazenda, Emma sempre desejou viver em uma cidade grande. Mas o casamento com Charles, um homem sem ambições, a entendia rapidamente e assim Emma procura viver suas aventuras sonhadas quando adolescente ao se envolver com outros homens.

Mais uma categoria do desafio que me fez ficar louca atrás de um livro que soubesse de uma tradução em português que ainda NÃO tivesse livro. Esse desafio, que em inglês chama-se The Rory Gilmore Book Club, engloba todos os livros lidos por Rory Gilmore, protagonista da saudosa série Gilmore Girls. Enquanto eu li poucos da lista dela, o resto que eu tenho vontade de ler não encontro edições em português. Então tive que escolher entre Madame Bovary e Anna Karenina, o qual ate hoje não consegui ler. Escolhi Madame Bovary e surpresa, consegui gostar do livro. O fato de que cada cena ser descrita por um personagem diferente ajudou, pois assim dá para se ter uma noção do que acontece através do ponto de vista de cada personagem, ao invés do narrador. Apesar de ser mais um livro que eu tenho certeza que não irei reler tão cedo, eu recomendo só pelo fato de ser um clássico.

12 de set de 2016

Champions (Marie Lu) – DL 2016


Título: Champions
Autora: Marie Lu
Mês: Setembro
Tema: Último livro da saga
Editora Rocco Jovens Leitores, 302p.

Day e June agora levam vidas separadas. Ele cuida do irmão e tenta se acostumar com o fato de ser uma celebridade, pois agora que ele trabalha com o Eleitor, virou herói nacional. Ela, por outro lado, assume seu lugar como futura Primeira Cidadã. Ambos estão nos pensamentos um do outro constantemente, e só voltam a se falar quando Anden pede que June convença Day para que Éden se transforme novamente em cobaia, pois o pânico se instala nas Colônias por causa de um vírus mortal, e o menino pode ajudar. Enquanto Anden tenta lidar com a pressão de todos os lados, Day tem que lidar com a sua doença e June descobre que é a chave para a cura do vírus. No entanto, a luta os põe em riscos cada vez maiores, e o preço a pagar se torna alto demais.

Não tenho muito o que falar desse livro. Desde que terminei o segundo livro, fiquei louca e corri pra saber o final da série toda. Confesso que peguei Champions e fui direto pro final, li e fiquei com o que eu achava que seria o final na cabeça, imaginando todas as formas que levariam a ele, mas acabei me surpreendendo, o que foi ótimo. O final é lindo, um dos melhores de todas as séries distópicas que já li. Recomendo totalmente.

9 de set de 2016

Anjo da morte (Pedro Bandeira) – DL 2016


Título: Anjo da morte
Autor: Pedro Bandeira
Mês: Setembro
Tema: Mistério de assassinato
Editora Moderna, 192p.

Solomon Friedman, um ator consagrado, é morto na noite de estréia da peça Rei Lear. Grande amigo de Calú, o Kara não perde tempo em convocar todo o grupo. Ele, Magrí, Miguel, Crânio e Chumbinho se reúnem no colégio e começam a planejar o que fazer. Em outra parte da cidade, um antigo soldado nazista comemora a morte do ator, mas fica possesso com a notícia no jornal que fala da chegada do curador de arte, Ferenc Gábor, está chegando no Brasil para a exposição das obras do famoso pintor Davi Segal. Durante as investigações dos Karas, junto ao detetive Andrade e da polícia federal os leva a estabelecer as ligações Brasil entre o falecido ator, o curador de arte, o pintor o ex soldado, que agora vive no Brasil sob a falsa identidade de um refugiado judeu, com o único objetivo de estabelecer o 4º Reich.

Mais uma aventura completamente envolvente dos Karas. Parece uma fórmula para as histórias com essa turma: começa com um assassinato misterioso, passa pela descoberta por um dos integrantes do grupo e pelo envolvimento (e preocupação do detetive) na descoberta do crime, a descoberta em si e por último, a verdadeira solução que sempre surpreende. É sempre esse final inesperado que transformou esses livros em sucessos, sem dúvida. Muito recomendado.

7 de set de 2016

Como se tornar o pior aluno da escola (Danilo Gentili) – DL 2016


Título: Como se tornar o pior aluno da escola
Autor: Danilo Gentili
Mês: Setembro
Tema: Escrito por comediante
Editora Panda Books, 168p.

Um histórico escolar com 78 assinaturas no livro negro. 12 suspensões. Uma expulsão. Esse é o resumo da vida escolar de Danilo Gentilli. Seu manual de como se tornar o pior aluno da escola traz ilustrações e os rabiscos que fez durante seus anos de estudo quando deveria estar prestando atenção nas aulas.

Não é um livro que eu vá reler. Na verdade, só foi escolhido pelo tema e pela falta de opções. Até que eu me divertir um pouco, principalmente quando vi que, ao invés de contar a história de como Danilo Gentilli se tornou o pior aluno da escola, era um manual que mostra como se tornar o pior aluno da escola. Juro que fiquei me perguntando se ele teve mesmo coragem de fazer certas coisas. Outras vezes fiquei admirada com a criatividade pra fazer o que não prestava. Cumpre seu propósito: divertir. Bom.

5 de set de 2016

A maldição do tesouro do faraó (Sérsi Bardari) – DL 2016


Título: A maldição do tesouro do faraó
Autor: Sérsi Bardari
Mês: Setembro
Tema: Se passa no verão/férias
Editora Ática, 109p.

Roxana e Ciro estão ansiosos para que as aulas acabem. De viagem marcada para o Egito, seu pai também mal pode conter a excitação, afinal ele economizou durante muito tempo para poder realizar essa viagem dos sonhos. A primeira parada é em Londres, onde eles conhcem muitos lugares legais. O avião faz algumas outras escalas, mas finalmente eles chegam ao seu destino. Coincidentemente, eles acabam encontrando as mesmas pessoas turistas que viram no início da viagem, o que seria muito estranho. Tudo se torna mais desconfortável entre o grupo quando, em uma visita ao Museu do Cairo, acabam testemunhando o roubo da coroa de Tuutancâmon. Enquanto todos se tornam suspeitos, a notícia corre o mundo até uma jornalista brasileira. Laís, que decide tirar férias e viajar para o Egito para acompanhar o caso. O que ninguém sabe é o real motivo desse repentino interesse. As coisas começam a ficar mais complicadas quando Ciro some em uma visita e seu pai é preso. A partir daí, Laís e Roxana começam a trabalhar juntas para desvendar o mistério do roubo e os segredos que seus acompanhantes de excursão guardam.

Segundo livro da série Vagalume que leio. Dei sorte, não sabia mais que livro escolher para esse tema, não queria ler ebook e não conseguia nenhum em troca. Achei durante meu trabalho, então me interessei, ainda mais porque fala do Egito. Gostei bastante da história, os mistérios que cercam não só o roubo, mas a identidade da jornalista, conseguem prender a atenção. Recomendo.