24 de abr de 2015

Garota dos sonhos (Lauren Mechling) – RC 2015


Título: Garota dos sonhos
Autora: Lauren Mechling
Mês: Abril
Tema: Tem, mas nunca leu
Editora Galera Record, 399p.

Claire Voyante é uma adolescente que sempre teve visões que para ela nunca fizeram sentido e que acabavam levando a situações muito constrangedoras. No seu aniversário de 15 anos, sua avó Kiki lhe entrega um antigo camafeu e avisa que ela na deve tirá-lo, a não ser para tomar banho. A partir do momento em que ela coloca-o no pescoço, Claire começa a ter sonhos estranhos em preto e branco. Ao questionar sua avó, a jovem fica sabendo que o camafeu tem poderes e suas visões agora serão sonhos, os quais se Claire souber como interpretar poderá ajudar as pessoas ao seu redor, o que se revela uma verdade quando ela precisa desvendar o mistério por trás das estranhas ligações que sua nova amiga Becca recebe (Becca é uma das herdeiras de uma grande companhia no ramo dos temperos). Certa de que a amiga corre perigo, a jovem conta com a ajuda da avó e do seu amigo Louis para descobrir que papel a antipática namorada do irmão de Becca desempenha nessa história (claro que o ciúme que ela sente ao ver os dois juntos não tem nada a ver...)

Desde a primeira vez que vi esse livro, fiquei muito curiosa, mas nunca fiz questão de ler porque me pareceu mais um desses livrinhos do gênero chick-lit, que eu não sou muito fã. Não sabia muito o que esperar desse livro, achei meio confuso no início e devido a isso, fiquei arrastando a leitura. Só fui me interessar mesmo pela história depois de mais da metade do livro, e também só a partir daí fui gostar da leitura. De forma geral, e apesar de ser um livro que eu não vá ler de novo, eu gostei. Recomendo pra quem gosta de ficção com uma pitadinha de romance juvenil.

20 de abr de 2015

Beauty and the beast (Jenni James) – RC 2015


Título: Beauty and the beast
Autora: Jenni James
Mês: Abril
Tema: Com antônimos no título
Editora Brigham, 260p.

"That will be the day you embrace what has truly happened to you and the day you realize what it means to be a hideous beast forever.”

A transformação do príncipe Alexander está completa. Uma velha mulher, de quem ele tirou sarro por ser feia, era na verdade uma bruxa. E ela o amaldiçoa, transformando-o em uma fera. O príncipe ainda tenta se desculpar, mas não adianta, a maldição foi lançada. A partir do momento em que ele se olhar no espelho, ele tomará consciência do que se tornou. Ele será forçado a continuar desse jeito até que encontre uma mulher que consiga olhá-lo, aceitá-lo e amá-lo pelo monstro que ele é. O prazo para que isso aconteça é um ano.

“Y-you will be forced to stay this way forever, half man, half beast—unless you find some poor, pitiful female to embrace, accept, and love you for the monster that you are.”

Cecelia Hammerstein-Smythe está feliz. Ou estava, até encontrar Alexander. Ela não gosta dele, e nunca fez questão de esconder esse fato. Ele se desculpa e ela estranha o comportamento educado, já que Alexander nunca havia tratado-a assim antes. Mas ela deixa o assunto de lado quando encontra Lord Willington. Em um passeio, o jovem abre seu coração a respeito do sentimento por Kathryn, Lady Dashenwold e tenta ser delicado ao dizer que seu pai jamais permitiria que ele se casasse com Cecelia. Tentando superar a decepção e lutando para não chorar na frente de Charles, ela deseja ir embora. Quando já escureceu, ela se dirige ao riacho e chora por ter o coração partido. Ela acaba encontrando Alexander na forma do lobo-fera, e no susto o acerta com um galho na cabeça. Inesperadamente para Alexnader, a jovem começa a se interessar em ser amiga do lobo-fera. Com menos de oito meses para seu prazo acabar, o príncipe agora pretende auxiliar o primo para se tornar rei, já que ele não tem mais esperança nenhuma de voltar ao normal. O encontro inesperado com Cecelia faz os dois se tornarem amigos, sem ela saber que o lobo-fera na verdade é Alexander. Tendo que lidar com a fofoca criada pela própria mãe de que ela se casaria com Lord Wilington, Cecelia também se torna amiga do príncipe, enquanto ele já sabe que está apaixonado por ela. Enquanto Lord Bellemount tenta descobrir quem é a garota que está pondo a perder seus planos de se tornar rei, Alexander tenta fazer com que o primo nunca se aproxime de Cecelia. Quando o príncipe acha que vai poder ficar com a mulher que ama, os sentimentos dela não são o que ele queria. E agora, Cecelia poderá amar o príncipe da mesma forma que ama o lobo?

A primeira coisa que pensei quando vi esse livro foi que não poderia ser uma nova adaptação do conto da Bela e a Fera tão diferente do que já se conhece por aí. E na verdade, não é mesmo. Só peguei para ler porque a capa é muito bonita e porque a autora é Jenni James (não uma favorita, mas cujas histórias servem de bom passatempo). Gostei muito da leitura, A Bela e a Fera é um dos meus contos da fadas favoritos. A leitura foi interessante, porque, claro, tem os elementos que todo mundo já conhece (o feitiço, a fera, a camponesa, o amor pela fera, o fato de parecer tarde demais), mas Jenni conseguiu mudar algumas coisas, que mesmo assim se adequaram ao contexto da história de forma excelente. Esse livro, publicado pela editora Brigham, é o primeiro da coleção Faerie Tale, o segundo sendo The Sleeping Beauty, que eu já estou ansiosa para ler. Completamente recomendado.

17 de abr de 2015

Os arquivos perdidos (Pittacus Lore) – RC 2015


Título: Os Arquivos Perdidos: Os esquecidos
Autor: Pittacus Lore
Mês: Abril
Tema: Consegue ler em um dia
Editora Intrínseca, 69p.

Adam acorda sozinho, no meio dos escombros da base mogadoriana de Dulce. Só que ele não está sozinho, um dos mogadorianos chamado Rex também sobreviveu. Na dúvida se deixa o cara morrer ou não, ele acaba resgatando-o e leva-o consigo. Quando consegue chegar a torre de observação, acaba dando de cara com uma chimaera e se torna amigo dela. Ao descobrir que existem outras chimaeras presas, Adam deseja resgatá-las, assim acaba se tornando aliado temporário de Rex, tentando sobreviver no deserto. Até chegarem a Plum Island, onde existe outra base mogadoriana, Adam sabe que quando chegar lá, a trégua entre eles irá acabar e Rex irá matá-lo. O susto que ele toma ao pensar que foi traído ao encontrar mogadorianos na sua frente se transforma em raiva. Só que Rex o surpreende e eles conseguem chegar a base para libertar as chimaeras. Lá, Adam descobre que pode ajudar a Garde muito mais do que imaginava.

Toda vez que eu pego um desses ebooks dos Arquivos Perdidos para ler, nunca é com algum tipo de expectativa, talvez por isso eu sempre tenha boas surpresas e adore cada minuto da leitura. Não foi diferente com essa historia. Como eu parei de ler a série depois do terceiro livro e comecei a ler os ebooks, não sei o quê se encaixa onde na história, e nem sei se estou lendo os ebooks na ordem dos acontecimentos, mas adorei ver que Adam continua empenhado em ajudar a Garde (e cada vez que ele menciona a Um, me vejo desejando que ela não tivesse morrido, porque a insinuação de um romance entre os dois acaba comigo :\ ). Adorei que o mogadoriano tenha continuado ajudando-o até o fim, quando ele percebe que Rex não o traiu, inconscientemente abri um sorriso, não deu para evitar. Mais uma história que eu desejei que fosse mais longa. Recomendadíssimo.

15 de abr de 2015

História de Anne Frank vai virar animação

Uma das mais emocionantes histórias sobre os horrores da Segunda Guerra Mundial que eu já li foi relatada no diário de Anne Frank. Pois bem, essa história vai virar uma animação, nas mãos do cineasta israelense Ari Folman. O projeto acontece a partir de uma combinação entre a tradicional técnica dos desenhos criados à mão com a animação em stop-motion. De acordo com o site Hypeness:



O filme começou a ser produzido no ano passado, em Londres, e conta com a colaboração do artista plástico Andry Gent para criar as miniaturas utilizadas no stop-motion. O ilustrador David Polansky, conhecido por seu trabalho em Valsa com Bashir, ficará responsável pelo desenho 2D. Ainda sem um título definido, a obra contará a história de Anne a partir da perspectiva de Kitty,sua amiga imaginária.

O projeto ainda não tem data de estréia nem nome definido, mas algumas imagens já foram liberadas, que você confere abaixo e no site Hypeness.



13 de abr de 2015

O mar de monstros (Rick Riordan) – RC 2015


Título: O mar de monstros
Autor: Rick Riordan
Mês: Abril
Tema: Adaptado para o cinema
Editora Intrínseca, 286p.

Percy Jackson, depois de causar um tumulto na sua nova escola devido a um ataque de monstros, está de volta ao acampamento meio-sangue, só que dessa vez ele levou alguém com ele: Tyson, um ciclope. Apesar de Annabeth não gostar , Percy não abre mão do amigo, mas fica envergonhado de tê-lo por perto. Apesar de Poseidon, deus do mar e pai de Percy, assumir Tyson como seu filho, o preconceito ainda é grande. Percy não consegue entender a antipatia gratuita de Annabeth pelo jovem ciclope e ainda tem que lidar com Clarisse, filha de Ares, o deus da guerra, com quem o menino já havia se desentendido muito seriamente. Quando a árvore de Thalia, que protege o acampamento, é envenenada, Percy parte com os amigos em busca do velocino de ouro, que tem propriedades curativas. Navegando pelo Mar de Monstros, eles precisam enfrentar os mesmos perigos que Ulisses enfrentou na sua volta pra casa da guerra de Tróia, além de terem que lidar com Luke, o (antes) amigo de Percy, que quer o velocino para trazer Cronos de volta a vida.

Eu selecionei justamente esse livro para esse tema porque foi a desculpa que encontrei para ler a continuação de O ladrão de raios e pra saber se tinham feito com a adaptação deste livro o mesmo que fizeram com a adaptação do primeiro. E sim, fizeram, coisa pior. Se na primeira adaptação mudaram algumas coisas, nesta mudaram muito mais. Juro, até agora não consegui entender o porque. Enfim, não estou aqui para falar das mudanças do livro para o filme, até porque se fosse fazer isso, não sairia daqui hoje. Eu gostei mais desse livro do que do primeiro, porque é uma continuação e parece que agora os acontecimentos que culminarão no último livro estão tomando forma. O fato de Riordan misturar mitologia grega com fatos contemporâneos é um chamariz da história. Continuo ansiosa para ler a continua da série, principalmente por causa do final deste segundo livro. Recomendo.

10 de abr de 2015

O ladrão de raios, de Rick Riordan – DL do Tigre 2015


Tema: Livro emprestado
Mês: Abril
Leitura do mês: O ladrão de raios
Autor: Rick Riordan
Editora Intrínseca, 387p.

Percy Jackson é um garoto muito diferente dos outros da sua idade: disléxico, tem déficit de atenção e vive sendo expulso das escolas nas quais estuda. Quando uma Benevolente disfarçada de professora o ataca durante uma excursão estudantil, Sr. Brunner o salva, depois age como se nada tivesse acontecido. Percy estranha a situação, ainda mais quando pega seu melhor amigo Grover e o professor falando sobre o solstício de verão, Percy e o perigo de vida que ele corre. Até mesmo sua mãe fala de coisas que ele não consegue entender, até que são atacados pelo Minotauro a caminho do Acampamento meio-sangue, um local seguro para os semideuses, filhos de homens e deuses gregos. Percy descobre que é filho de Poseidon, o deus do mar e que sua existência não é uma coisa boa, devido ao pacto que os três grandes deuses do Olimpo (Zeus, Poseidon e Hades) fizeram de não ter filhos com mulheres mortais depois da Segunda Guerra Mundial. No acampamento, ele conhece a verdadeira identidade do seu professor Brunner e de Grover, além de fazer amigos em Annabeth (filha de Atena) e Luke (filho de Hermes). Um sonho mostra que a Percy que Zeus e Poseidon estão lutando por uma coisa valiosa que foi roubada: o raio mestre do rei do Olimpo. Então, junto a Annabeth e Grover, Percy partem em uma viagem louca para descobrir o verdadeiro ladrão e recuperar o raio de Zeus.

Eu não tinha vontade nenhuma de ler esse livro. VI o filme na época do lançamento só por curiosidade, e percebi que muita gente não tinha gostado porque mudava muita coisa referente ao livro. Agora que li, eu vi que mudou praticamente TUDO em relação ao livro. Enquanto eu lia, ficava procurando semelhanças entre o livro e a adaptação, que eu achei, mas muito poucas. A história de Percy Jackson não tem muita coisa de especial, exceto o fato de que Riordan fala e explica muitos mitos gregos. Na verdade, eu gostei um pouco, e quero ver o que vai acontecer nos próximos.

8 de abr de 2015

Livros de Harry Potter que brilham no escuro


A estudante de design gráfico Kincső Nag, do Instituto de Artes Aplicadas da University of West Hungary, teve uma idéia maravilhosa. Ao experimentar trabalhar em ilustrações interativas dos livros de Harry Potter, ela criou as ilustrações das capas de cada um dos livros da série com um símbolo em especial. As capas são simples, em tampa de papel preto cortado a laser.


A parte interna dos livros, cujas imagens podem ser conferidas no site Behance, parecem livros pop-up, e cada ilustração foi criada com a ferramenta stencil (técnica usada para aplicar um desenho ou ilustração que pode representar um número, letra, símbolo tipográfico, etc., através da aplicação de tinta, aerossol ou não, através do corte ou perfuração em papel ou acetato) e digitalizado e colorido no Photoshop. Confiram no site Behance mais sobre esses livros.

6 de abr de 2015

Horas noturnas, de Bianca Carvalho – DL do Tigre 2015


Tema: Suspense
Mês: Abril
Leitura do mês: Horas noturnas
Autora: Bianca Carvalho
Editora EraEclipse, 200p.

O ex-inspetor, agora detetive particular, Joseph Lestrange está investigando a morte de uma jovem, assassinada a sangue frio por um assassino impiedoso em Sorenhill, Inglaterra. Ele encontra junto ao corpo um papel com uma citação de Edgar Allan Poe:

“A perversidade é um dos impulsos mais primitivos do coração humano.”

Prometendo ajudar no caso, ele volta para casa e encontra a filha, Maryanne, ansiosa para saber o motivo de ter sido chamado tão cedo, já imaginando se tratar de um caso grave. Apesar de abalada ao saber que o cadáver era de uma amiga, Maryanne se interessa em ajudar o pai, só que dessa vez Lestrange não está interessado na ajuda. Magoada, ela vê o pai saindo de casa de um jeito que Maryanne percebe ser furtivo, acompanhado de um homem misterioso que ela nunca havia visto antes. Ao revistar o casaco, ela encontra o bilhete do assassino e uma nova mensagem escapou a atenção do seu pai. Ela fala com ele sobre suas deduções, mas novamente o pai a desacredita. No dia seguinte, Maryanne lê no jornal que um justiceiro denominado Caçador está de volta, a procura do assassino com um gosto peculiar por Poe, para fazer justiça com as próprias mãos. Com essa busca em comum, a vida de Lestrange, Maryanne e do Caçador se entrelaçam, e por mais que Maryanne tente, ela não consegue resistir ao mistério do justiceiro, ao mesmo tempo em que precisa afastar pretendentes com o lindo e arrogante Duque de Wallfair, Darren Carmichael... A busca pelo assassino continua, e o que Maryanne vai encontrar no final é mais do que ela jamais poderia imaginar.

Devo confessar que, no início, os dois únicos motivos de eu ter aceitado ler este livro foram: um, porque a própria autora mandou para a Equipe do Carpe Libri no intuito de divulgação (nada contra a Bianca Carvalho, só que eu não sou fã do gênero, não sou chegada a livros policiais); dois, a história se passa na Inglaterra do século XIX (eu adoro histórias ambientadas nesse período da História). Demorei um pouco para começar a ler, mas depois que comecei não consegui largar. Outra coisa que tenho que dizer é que estou começando a gostar da editora EraEclipse, em suas capas o personagem fica em primeiro plano com a imagem ao fundo retratando o clima da história. Li em uma tarde, direto, sem pausa. Além de adorar o clima de sedução entre o Caçador e Maryanne, fiquei louca tentando descobrir quem era o assassino. Uma coisa bem legal deste livro é que tudo, TUDO, é descoberto somente no final, mas no final MESMO (diferente daqueles livros onde tudo de resolve saindo da metade do livro e os capítulos restantes ficam na enrolação pura). Apesar disso, Bianca soube conduzir bem o enredo, não é uma trama corrida, o ritmo é constante, todos os acontecimentos são entrelaçados de forma que você vai chegando até a descoberta principal, quando a causa para o verdadeiro mistério aparece. Aí, quando você pensa que já sabe de tudo, mais uma surpresa (nessas alturas eu já estava roendo as unhas de antecipação porque sabia que não ia ficar daquele jeito mesmo). Não achei que seria o caso, mas eu adorei essa mistura de romance e suspense. Recomendo ler e reler quantas vezes puder.