28 de jan de 2015

Emma Watson será Belle em Beauty and the Beast!!!


Remakes dos contos de fadas estão na moda. Novas versões de alguns dos melhores contos clássicos vêm sendo adaptados para o cinema com relativo sucesso, como foi o caso dos filmes Branca de Neve e o Caçador (2012), A Bela e a Fera (2014) e Malévola (2014). Agora uma nova versão da moça que se apaixona pelo monstro terá no papel principal a eterna Hermione Granger, Emma Watson. Depois de muito falatório, a Disney confirmou que Emma será Belle e o filme será de direção de Bill Condon.
Logo após o anúncio, a própria atriz comentou em sua página oficial no facebook:


“Eu sou finalmente capaz de dizer a vocês ... que serei Belle no novo filme de ação da Disney Beauty and the Beast!!! Foi uma parte tão grande do meu crescimento, parece quase surreal que eu dançarei 'Be Our Guest’ e cantarei 'Something There'. Meu eu de seis anos de idade está nas nuvens – meu coração está explodindo . Hora de começar algumas aulas de canto. Mal posso esperar para que vocês possa ver. Emma. Beijos.”

26 de jan de 2015

13 pequenos envelopes azuis (Maureen Johnson) – RC 2015


Título: 13 pequenos envelopes azuis
Autora: Maureen Johnson
Mês: Janeiro
Tema: Com número no título
Editora Underworld, 246p.

Após a morte da tia, Ginny recebe um pacote que contêm $1.000, instruções para tirar um passaporte e comprar uma passagem para Londres, e 13 pequenos envelopes azuis. Estes envelopes trazem instruções sobre algumas coisas que a sobrinha deve fazer. Mas a tia, Peg, foi clara ao dizer que a sobrinha deveria abrir cada envelope somente depois que cumprisse a tarefa indicada no anterior. Ginny começa a abrir os envelopes, que a levam a conhecer novos lugares e pessoas. Dentre elas, Keith, um britânico, ator que ainda está no colégio. Como se fosse uma forma de se desculpar com a sobrinha por ter sumido e depois morrido, as cartas de Peg fazem com que Ginny faça importantes descobertas sobre si mesma.

Apesar de ter esse livro faz muito tempo, eu enrolei a metade dele pra ler, não sei porquê. Acho que estava esperando aparecer uma oportunidade como essa, já que o título é diferente (com número no título, o tipo de livro que se encaixaria em um desafio literário). Por isso, a espera valeu a pena, já que foi o único que consegui para esse tema do desafio. Ele é curtinho, pouco mais de duzentas páginas, li em uma tarde. Quando vi a capa, achei que fosse mais um livrinho ao estilo de “De Paris com amor”, nem me preocupei em ler a sinopse. Só quando peguei o livro vi que não tem nada a ver, é uma história completamente diferente. Achei um pouco chata a história, porque Ginny não demonstra interesse nos lugares que visita, mas depois percebi que a história tem mais a ver com auto-descoberta e afeto familiar do que outra coisa. Valeu pela leitura e vou procurar saber mais sobre a continuação. Recomendado.

23 de jan de 2015

Sereias (Mirella Ferraz) – RC 2015


Título: Sereias: o segredo das águas
Autora: Mirella Ferraz
Mês: Janeiro
Tema: Escrito por uma mulher
Editora Novo Século, 239p.

Marina não pode ter filhos. Todos os médicos a quem consultou sempre lhe disseram a mesma coisa, mesmo assim ela sempre teve esperanças de poder um dia ser mãe. Cansado de ver a esposa se submeter a tratamentos sem resultados, marca uma viagem para o nordeste do Brasil. Na praia, em uma bela noite, o casal encontra uma senhora que entrega a Marina uma rosa branca e diz para ela jogar no mar fazendo um pedido. Ela pede para ter um bebê. Um mês depois, descobre que seu desejo foi realizado e ela está grávida. Só que a gravidez não é tranqüila, pois Marina começa a ter pesadelos onde uma sereia diz que, quando a hora chegar, ela irá buscar a criança. A menina nasce e recebe o nome de Coral devido cor de seu cabelo. A possessividade de Marina em relação à filha é grande, ao passo que a menina desde cedo se mostra voluntariosa. Apesar dos pais aceitarem a personalidade única da filha, eles não realizam o grande desejo de Coral de conhecer o mar devido à lembrança constante da sereia na mente de Marina. Coral cresce e a paixão pelo mar e por tudo ligado a ele aumenta, ao ponto de Marcelo, seu namorado, levá-la para conhecer o mar, sem o conhecimento e permissão de sua família. Quando o grande sonho de Coral é realizado, ela também descobre sua verdadeira natureza...

A primeira coisa que me chamou atenção neste livro foi a capa, depois o título e depois saber que foi escrito por uma escritora brasileira que eu não conhecia. Fiquei curiosa, até porque adoro sereias, então fui logo atrás. Consegui o livro em uma troca e demorei um pouco para ler porque, apesar de gostar do tema, não sabia o que iria encontrar. Relutância infundada. Valeu cada momento de leitura, porque a Mirella sabe chamar a atenção desde o início da história. A questão toda gira em torno de se e quando Coral irá descobrir o que ela é e do medo da mãe dela. Além disso, são apresentados também, através de Marcelo, algumas lendas e mitos referentes às sereias que eu nunca tinha ouvido falar (e que já fui pesquisar pra sabe mais), o que mostra o nível de conhecimento da autora sobre o assunto. Um livro envolvente, completamente recomendado.

19 de jan de 2015

The world of Divergent (Veronica Roth) – RC 2015


Título: The world of Divergent: the path to Allegiant
Autora: Veronica Roth
Mês: Janeiro
Tema: Escrito por alguém com menos de 30 anos
Editora Katherine Tegen Books, 42p.

Somente disponível no Box da série Divergente, este livro-bônus contém detalhes sobre cada uma das facções, um quiz para que o leitor descubra a qual facção pertence e uma seção de perguntas e respostas da Veronica Roth sobre a trilogia, além de citações sobre o último livro da série. A autora fala um pouco sobre o processo de criação e da denominação das facções; ela também fala sobre o mundo distópico versus utópico. Eu não tenho o box da série, então comprei esse livrinho em formato ebook. A leitura é interessante, mas não indispensável ou necessária para a leitura de Convergente. O quiz para se descobrir a qual facção se pertence é, por alta de definição melhor, legalzinho, mesmo as respostas sendo previsíveis em relação ao resultado.

16 de jan de 2015

Norte e Sul (Elizabeth Gaskell) – RC 2015


Título: Norte e Sul
Autora: Elizabeth Gaskell
Mês: Janeiro
Tema: Com mais de 500 páginas
Editora Landmark, 541p.

Inglaterra, século XIX, Revolução Industrial. Esse é o pano de fundo do encontro entre Miss Margaret Hale e Mr. Thornton. Ela acabou de se mudar de Helstone, um vilarejo rural no sul da Inglaterra, devido a decisão de seu pai. Eles chegam em Milton, uma cidade industrial no norte, completamente diferente do pacato sul. O choque entre as regiões é gritante, e se revela ainda mais presente nas personalidades de Thornton e Margaret. Ele, dono do moinho de algodão, se torna pupilo de Mr. Hale, que deixou de ser pároco e vive de dar aulas e palestras. Uma amizade logo surge entre os dois homens, enquanto Margaret se torna amiga de um empregado, Nicholas Higgins e sua filha Bessy. As questões das desigualdades sociais e das divergências entre patrões e empregados são abordadas junto ao romance, até mesmo emoldurando os sentimentos que Margaret e Thornton sentem um pelo outro. Pois quando Miss Hale é atacada pelos grevistas que exigiam que Thornton aceitasse suas demandas, ele percebe para si mesmo que ama a moça. Uma proposta de casamento recusada não consegue diminuir os fortes sentimentos dele, nem mesmo quando crê Margaret uma mentirosa. Enquanto os sentimentos de Thornton não mudam, os dela aos poucos vão se tornando mais favoráveis e recíprocos aos dele...

A minha história com Norte e Sul é longa... Desde 2010, quando descobri a adaptação da BBC. Assisti, me apaixonei por Mr. Thornton (que já faz parte da minha lista de heróis românticos, empatando com Darcy e Rochester), mas ainda assim demorei para ler o livro. Toda vez ia comprar, mas o dinheiro não dava. Quando eu tinha o dinheiro, sempre apareciam outros na lista de desejados. Até eu conseguir comprá-lo há dois anos. O que dizer desse livro? Amei, amei, amei muito, demais. Não sei por quê relutei tanto em lê-lo. Gaskell está se tornando uma das minhas romancistas favoritas, junto a Jane Austen e de Charlotte Bronte. A edição da Landmark é a única publicação no Brasil do livro, e é bilíngüe (adoro livros bilíngües). Estou encantada com o enredo e com o romance, obviamente. Mr. Thornton tem uma presença magnetizante e envolvente, e Margaret Hale é forte e decidida, o tipo de personagem feminina que deve servir de exemplo. Estou encantada até agora, a leitura é completamente prazerosa. Recomendo ler o livro e depois ver a série, você vai se apaixonar por Mr. Thornton.

12 de jan de 2015

A menina que navegou ao reino encantado (no barco que ela mesma fez), de Catherynne M. Valente – DL do Tigre 2015


Tema: Escrito por uma mulher
Mês: Janeiro
Leitura do mês: A menina que navegou ao reino encantado (no barco que ela mesma fez)
Autora: Catherynne M. Valente
Editora: Leya, 279 p.

Setembro é uma menina que vive praticamente sozinha. O pai é soldado e pariu para lutar na guerra, enquanto a mãe trabalha fora de casa. Quando o Vento Verde aparece para Setembro e a convida para conhecer o Reino Encantado, a menina aceita. Montada no Leopardo Voador, ela parte rumo ao desconhecido. Para entrar no Reino Encantado, Setembro tem que passar pelo Armário Entre Mundos e o Vento Verde não pode mais acompanhá-la. Sua chegada acontece em um momento complicado, pois todos lamentam o desaparecimento da amada rainha Malva e agora a Marquesa governa o reino com mãos de ferro. Setembro acaba ganhando uma “missão”, e em sua jornada ela conhece um draladoteca (filho de mãe dragão com pai biblioteca) chamado A-Até-L, ou Éle, que se torna seu companheiro. Juntos, eles conhecem outras pessoas e seres que se juntam a ela, dando uma nova forma a seu objetivo.

Eu consegui esse livro em uma troca, depois de fazer uma pesquisa rápida e ver que o gênero era fantasia. Não conhecia a autora nem tive nenhuma recomendação sobre o livro, além da boa pontuação no skoob, mesmo assim não sabia o que esperar. No início da leitura parecia que eu estava me arrastando, confundi algumas vezes os nomes de alguns personagens. Só quando chegou na parte do dragão que adora livros, Éle, eu comecei a gostar. Não é uma história ruim, só achei devagar, mas depois que você entra no ritmo da leitura, se encanta com todos os personagens, inclusive com a Marquesa. A capa também é uma beleza, e o melhor de tudo: o livro é ilustrado, e eu AMO livros ilustrados. Recomendo porque a história, apesar de parecer clichê, consegue prender a atenção com os desenhos e com a complexidade de seus personagens.

9 de jan de 2015

A menina que roubava livros, de Markus Zusak – DL do Tigre 2015


Tema: Virou filme
Mês: Janeiro
Leitura do mês: A menina que roubava livros
Autor: Markus Zusak
Editora: Intrínseca, 480 p.

Liesel Meminger é uma órfã alemã que viu o irmão menor morrer no colo da mãe e foi deixada aos cuidados da família Hubermann. Seus pais adotivos Hans, um pintor desempregado, e Rosa, uma dona de casa rabugenta, tentam, cada qual a sua maneira, fazer a menina se acostumar a nova vida. Em sua pequena mala, ela traz seu primeiro livro roubado, O manual do coveiro, que caiu do bolso de um rapaz no dia do enterro do irmão, com quem ela tem pesadelos constantes. Mas Hans sempre está lá para confortá-la. A Alemanha está transformada pela guerra, a vida de todos é muito difícil, ainda mais para aqueles simpatizes dos judeus. Hans Hubermann e sua família se vêem em perigo ao esconder um judeu, Max, em seu porão. Apesar disso, a vida continua para a roubadora de livros. Ao longo dos anos em que vive com os Hubermann, Liesel aprende a ler, escrever e encontra amigos em Rudy Steiner, Max e na silenciosa esposa do prefeito. Ela também continua com seus roubos de livros, os quais sem ela saber lhes dá a chance de sobreviver a dor e dificuldade de uma vida na Segunda Guerra Mundial.

Esse livro deveria ter sido lido ano passado, eu fui atrás dele para um dos desafios literários do ano passado, mas infelizmente não consegui nem ler o livro antes de ver o filme nem ver o filme, que acabei vendo somente no fim do ano passado, só por curiosidade. Acabou que a história não era nada do que eu imaginava. Desde o início, fiquei receosa porque não curto muito histórias sobre a Segunda Guerra Mundial, desde O menino do pijama listrado (eu simplesmente não agüento, choro demais). Ver o filme antes facilitou um pouco a leitura, inclusive me preparou para o final da história (quando vi o filme a primeira vez não acreditei, então não foi nenhum choque ler sobre isso). O que prende atenção é a narradora da história, ninguém mais ninguém menos que a Morte. Mesmo não curtinho o tipo de leitura, recomendo. Pela temática e pelas lições de Vida que sua antagonista pode ensinar.

5 de jan de 2015

Reading Challenge 2015 - Lista


Este desafio é o segundo em que eu vou participar esse ano. Esse desafio foi criado originalmente pelo site PopSugar (a lista original pode ser lida no site) e traduzido pela bookhaolic Mari Pacheco, do blog Mari The Reader. Com 50 opções de temas e livros (isso mesmo, 50!), o desafio é voltado para quem já é acostumado a ler mais de 50 livros por ano.

Mais um diferencial deste desafio: assim como no Desafio Literário do Tigre, os temas são variados e eu posso escolher o mês em que vou ler tais livros. Os temas são:


A minha lista é:

1 - Um livro com mais de 500 páginas: Norte e Sul
2 - Um romance clássico: Mulherzinhas
3 - Um livro que foi adaptado para o cinema: O mar de monstros
4 - Um livro publicado neste ano:
5 – Um livro com número no título: 13 pequenos envelopes azuis
6 - Um livro escrito por alguém com menos de 30 anos: The world of Divergent
7 - Um livro com personagens não-humanos: A caçadora de unicórnios
8 - Um livro engraçado: Como quase namorei Robert Pattinson
9 - Um livro escrito por uma mulher: Sereias
10 - Um mistério ou suspense: A rainha do castelo de ar
11 - Um livro com uma única palavra no título: Armadilhas
12 - Um livro de contos: Contos de Perrault
13 - Um livro ambientado em um outro país: O grande Gatsby
14 - Um livro de não-ficção: A longa viagem da biblioteca dos reis
15 - O primeiro livro de um autor popular: Traição entre amigas
16 - Um livro que você ainda não leu de um autor que você ama: Perelandra
17 - Um livro recomendado por um amigo: Legend
18 - Um livro ganhador do prêmio Pulitzer: O pintassilgo
19 - Um livro baseado em uma história real: Na natureza selvagem
20 - Um livro que está lá embaixo na sua lista de leitura: Queda dos reinos ou A queda dos cinco
21 - Um livro que sua mãe ama: As pupilas do senhor reitor
22 - Um livro que te assusta: A menina que não sabia ler
23 - Um livro lançado há mais de 100 anos: Peter Pan
24 - Um livro escolhido apenas pela capa: O lado mais sombrio
25 - Um livro que você deveria ter lido para a escola, mas não leu: A droga da obediência
26 - Um livro de memórias: O menino da lista de Schindler
27 - Um livro que você consegue ler em um dia: Os arquivos perdidos: os esquecidos
28 - Um livro com antônimos no título: Beauty and the beast
29 - Um livro ambientado em um lugar que você sempre quis conhecer: Ana e o beijo francês
30 - Um livro lançado no ano em que você nasceu: O fantástico mistério de feiurinha
31 - Um livro que recebeu resenhas ruins: Ponto de impacto
32 - Uma trilogia: O trono de vidro ou A queda dos reinos
33 - Um livro da sua infância: Pântano de sangue
34 - Um livro com um triângulo amoroso: O destino do tigre
35 - Um livro ambientado no futuro: O teste
36 - Um livro ambientado no ensino médio: Os adoráveis
37 - Um livro com uma cor no título: Azul da cor do mar
38 - Um livro que te fez chorar: A odisséia de Homero
39 - Um livro com magia: O medalhão mágico
40 - Uma graphic novel: O curioso caso de Benjamin Button
41 - Um livro de um autor que você nunca leu antes: Asgard
42 - Um livro que você tem, mas ainda não leu: Garota dos sonhos
43 - Um livro ambientado em sua cidade natal: Amazônia
44 - Um livro escrito originalmente em outra língua: A kiss in time
45 - Um livro com ambientação natalina: Dia de folga
46 - Um livro de um autor que tenha suas iniciais: O reino dos sonhos
47 - Uma peça: O mercador de Veneza
48 - Um livro banido: Contos da Cantuária
49 - Um livro baseado em ou que deu origem a uma série de TV: Maldosas ou Grandes expectativas
50 - Um livro que você começou, mas nunca terminou: Guerra dos tronos

Desafio Literário do Tigre 2015 - Lista

Primeiro post do ano, então Feliz 2015!!! Eu já estava pensando nos critérios que usaria para selecionar minhas leituras esse ano, achando que não teria mais nenhum desafio literário para participar. Ainda bem que nem tive que bater muito a cabeça, porque tem sim desafios literários para participar em 2015 \0/

Fiquei felicíssima quando vi que o Desafio Literário do Tigre estaria de volta este ano. A diferença é que agora são 24 temas, ao invés de 12, e o participante pode escolher os temas para cada mês. Eu ainda não selecionei os temas, mas já selecionei a lista de leituras do ano. O melhor de tudo é que eu finalmente consegui selecionar para leitura a maioria dos livros que tenho na estante faz um tempo. Os temas de 2015 são:


E a minha lista de leitura é:

Com mais de 300 páginas: Inferno
Clássico: O jardim secreto
Que virou filme: A menina que roubava livros
Lançado no mês:
Escrito por uma mulher: A menina que navegou ao reino encantado
De crônicas: Apaixonada por palavras
De poesia: Confissões
Recomendado por um amigo: O clube do filme
De sua fila de leitura: Mago: mestre
Com a capa alaranjada: Villette
De suspense: Horas noturnas
Proibido em algum país: As mil e uma noites
De distopia: A ilha dos dissidentes
Emprestado: O ladrão de raios
Em outro idioma: Once upon a time in the North
Com a capa linda: Veneno
Com a capa feia: O castelo animado
Que cabe no bolso: Máquina de xadrez
Para ler antes de dormir: Os Arquivos Perdidos: os últimos dias de Lórien
De autor brasileiro: Ouro, fogo & megabytes
De autor estrangeiro: O mago de Rondo
Divertido: Azar o seu
Para fazer chorar: Um milagre chamado Grace ou As nove vidas de Dewey
Sobre amor: A namorada do meu amigo ou Fazendo meu filme 4