31 de dez de 2014

Feliz 2015!!!

Só passando para desejar um excelente fim de ano. Agradeço muito a todos que comentaram ou somente visualizaram o blog ou começaram a seguir. Me despeço de 2014 com essa bela imagem. 
Que em no ano que se apresenta cada um de vocês consiga realizar seus sonhos!

FELIZ 2015!!!



29 de dez de 2014

A guerra dos tronos (George R.R. Martin)


Título: A Guerra dos tronos graphic novel vol. 1
Autor: George R.R. Martin
Editora Casa da Palavra, 240p.

Lord Eddad Stark de Winterfell governa seu feudo em nome do rei Robert Baratheon e vive em paz com a mulher e os filhos. Quando recebe a notícia de que a Mão do Rei, Jon Arryn,está morto e que Robert está a caminho de Winterfell, sua vida começa a mudar. Agora, Robert quer que Ned seja sua Mão, e ele só aceita para descobrir a verdade sobre a morte de Arryn, cuja esposa acusa a rainha Cersei, da casa dos Lannister. Em Winterfell, Bran continua desacordado e sofre uma nova tentativa de assassinato, o que leva Lady Stark a partir em busca da verdade, sentindo que seu marido e filhas correm perigo. Através do Mar Estreito, Viserys, príncipe dos Targaryen, vende sua irmã Daenerys em casamento ao líder do povo bárbaro Dothraki em troca do exército que o ajudará a recuperar seu trono usurpado por Robert.

Eu já conhecia essa história do livro original, já havia até começado a ler, mas com a demora do Martin em lançar o sexto livro da série, parei. Outro fator que me levou a abandonar o livro foi o fato do escritor matar todos os personagens mais carismáticos (eu só espero que ele não mate Daenerys nem seus dragões). Apesar disso, eu comprei todas as graphic novels já lançadas porque o colorido simplesmente é fantástico. Esta nova versão da história também dá uma nova visão sobre os personagens, diferente da série. Além de uma introdução do próprio Martin, este volume conta com observações de Daniel Anraham, o adaptador, e de Tommy Patterson e Ivan Nunes, responsáveis pela arte e cores, respectivamente, mostrando o processo de criação dos personagens e dos cenários. Vale muito a pena ler, e eu indico tanto para quem já conhece a história quanto para aquele que ainda é novato no mundo de gelo e fogo.

23 de dez de 2014

Anjos à mesa (Debbie Macomber)


Título: Anjos à mesa
Autora: Debbie Macomber
Editora Novo Conceito, 224p.

Shirley, Goodness e Mercy são três anjos que trabalhavam como Embaixadores da Oração. Em uma festa de ano novo em Manhattan, elas levam Will, seu aprendiz, para aprender as tribulações do seu trabalho. Quando Will identifica dois solitários no meio da multidão, Luci e Aren, ele faz com que os dois se encontrem. A sintonia entre eles é fantástica, e Aren marca um encontro com Luci. Só que ela não aparece no local marcado, mesmo querendo. Um ano depois, a moça é chef e dona de um conceituado restaurante, enquanto Aren é um colunista de sucesso em grande jornal de Nova York. Ambos não esqueceram aquela noite, mesmo achando que nunca mais irão se ver. Só que os anjos tem um plano em mente para ajudar o casal e corrigir um erro. Resta saber se as confusões que eles causam realmente vão ajudar o casal a ficar junto ou a se separar de vez.

Eu comecei a ler esse livro sem nenhuma pretensão. Na verdade, esperava uma história dramática, porque eu tenho a mania de associar a editora Novo Conceito com histórias carregadas de drama e sofrimento (graças a Nicholas Sparks), e ainda bem que me enganei. Ao invés de chorar, eu ri muito dos quatro anjos atrapalhados que tentam fazer de tudo para juntar o casal principal. Não sou fã de Debbie Macomber, então não tinha como saber que esses mesmo personagens existiram em outros livros, exceto Will, criado através de uma sugestão de uma de suas leitoras. A história proporciona uma leitura leve e divertida, a capa é linda, a diagramação é perfeita, e apesar de que eu só li por causa da temática natalina, não me arrependo. Recomendado.

FELIZ NATAL A TODOS!

22 de dez de 2014

O amor nos tempos do blog (Vinicius Campos)


Título: O amor nos tempos do blog
Autor: Vinicius Campos
Editora Cia. das Letras, 93p.

Ariza tem treze anos. Ele resolver começar a escrever um blog como uma maneira de se expressar. Um dos seus posts descreve a visão da menina mais linda que ele já tinha visto, na biblioteca onde ele havia ido devolver O amor nos tempos do cólera, de Gabriel Garcia Márquez. A partir desse dia, ele sempre escreve no blog o quanto ela é linda e como ele não tem coragem de se aproximar. Uma amiga virtual que se identifica com ele aconselha-o a não ser tímido e a falar com ela. Ariza toma coragem e faz isso, e quando recebe uma nota de volta onde a menina marca um encontro, ele fica super feliz. Mas tudo dá errado e o menino acha que sua amada só queria brincar com ele. É aí que sua fiel seguidora do blog resolver escancarar a verdade e revelar quem ela é.

Eu queria ler esse livro por pura curiosidade. Fiquei várias vezes de conseguir ele, até finalmente trocar pelo skoob. A história é bem simples, o livro é fino, proporcionando uma leitura rápida e alegre. Um dos motivos pelos quais eu quis ele é que eu estou valorizando mais a literatura jovem nacional. A temática também é legal, então lê-lo foi muito fácil. Percebi que o livro O amor nos tempos do cólera, de Gabriel Garcia Márquez, influenciou o autor no modo criar a história, além do tema em si, de que o amor é expressado de formas diferentes de acordo com a época em que vivemos. Vinicius escolheu um jeito bom de contar como o amor é expresso nos dias de hoje, na era da tecnologia. Adorei ler e recomendo.

15 de dez de 2014

Os arquivos perdidos (Pittacus Lore)


Título: Os arquivos perdidos: a busca por Sam
Autor: Pittacus Lore
Editora Intrínseca, 86p.

Adam sobreviveu a queda, foi resgatado e agora continua trabalhando como voluntário na África. Um está sempre ao lado dele, e tenta convencer Adam de que ele pode ajudar, mas ele se sente um covarde. Um anda sumindo, desaparecendo por tempos longos demais, e Adam percebe que a coexistência com ela está para terminar. Mesmo acreditando que sua família está feliz com sua provável morte, ele constantemente hackeia o sistema mogadoriano para saber de novidades, e acaba descobrindo que agora os mogadorianos estão torturando humanos. Ele consegue voltar para os EUA com a ajuda de outro voluntário, e sua chegada causa emoções diversas; Seu pai o odeia pelo traidor da causa que é, e lhe dá uma semana para provar sua lealdade, enquanto tudo que Adam quer é uma possibilidade de salvar a número Um. E tal possibilidade surge, mas não é como ele esperava.

Mais uma surpresa. Não imaginava que este livro fosse começar da forma como começou, e muito menos terminar como terminou. Conhecendo o pai de Sam desde Eu sou o número Quatro, foi bom saber mais sobre ele e o quanto ele estava envolvido na causa dos lorienos. A história só começa a fazer jus ao título do livro já para o final. De forma geral, eu gostei desse muito mais do que do ebook anterior, porque Adam está mais consciente do que pode fazer. Ansiosa para ler as histórias seguintes.

8 de dez de 2014

A garota do outro lado da rua (Lycia Barros)


Título: A garota do outro lado da rua 
Autora: Lycia Barros 
Editora Novo Século, 119p. 

Enzo é o menino que adora as aulas de biologia, é o nerd ridicularizado pelos colegas. Rafaela é a menina super popular, que sai com os caras mais sarados e igualmente populares da escola. Eles são vizinhos, e desde que se lembra, Enzo é apaixonado por Rafaela. Sempre observando de sua casa a jovem, seus hábitos, costumes e namorados. Em um passeio da escola, a turma deles é assaltada e um dos ladrões perde o controle, a coisa desanda, o grupo se dispersa e Enzo foge, levando com ele Rafaela. Os dois, que mal se falavam, começam a ter que cooperar um com o outro para sobreviver. Ao mesmo tempo em que vão conhecendo-se reciprocamente, eles também passam a entender os próprios desejos melhor. Enzo descobre na real Rafaela alguém muito longe do que ele idealizou desde criança, enquanto ela vai descobrindo os novos sentimentos que o vizinho desperta nela. Quando eles são encontrados, Enzo descobre que realmente esteve cego para as coisas ao seu redor. 

Fazia muito tempo que eu queria ler esse livro, estava na pilha dos livros “para ler”, aí resolvi pegar esta semana. Li bem rápido, porque a leitura não é cansativa, pelo contrário. A história é uma delícia, prende a atenção porque você fica querendo saber no que vai dar a relação entre Enzo e Rafaela. Me surpreendi com o final, não esperava de jeito nenhum, mas gostei, achei até bem merecido. Esse livro parece o tipo de livro que os professores, nas séries fundamentais, indicam como leitura extra-classe, com um caderninho de atividades interpretativas no final. Super indicado.

A garota dragão (Licia Troisi)


Título: A garota dragão: a herança de Thuban
Autora: Licia Troisi
Editora Rocco Jovens Leitores, 367p.

Sofia é órfã. Desde que se entende por gente, ela vive no orfanato, onde já viveu várias crianças saírem enquanto ela ficava. Ela conhece o mundo somente através das histórias de fantasia que tanto ama. Com certeza absoluta da própria insignificância, e achando que terminará como Giovanna, uma órfã que nunca foi adotada e para quem restou somente trabalhar no lugar onde sempre viveu, Sofia não consegue acreditar que um famoso professor de antropologia aparece para levá-la com ele. Greg Schlafen parece conhecer muitas coisas sobre o passado de Sofia, incluindo a origem da estranha marca que ela tem na testa. Quando a menina já se sente confortável em sua situação, seu aprendizado começa. No entanto, quando a verdade vem a tona, Sofia mal pode acreditar que dentro dela vive um poderoso dragão, Thuban, o último de sua raça, que derrotou Nidhoggr, e que ela é descendente de Lung, um homem que viveu na antiga Dracônia, capital do império dos dragões. Somente quando ela ganha uma colega, Lidja, Sofia começa a perceber que não é tão insignificante assim, e que ela conseguirá lutar e defender a raça dos dragões.

Eu já conhecia essa autora por indicação. Os livros dela sempre foram muito bem recomendados, então fiquei curiosa, Só que como as suas primeiras séries já haviam sido lançadas faz um tempo e eu não estava com paciência pra começar a colecionar mais uma série na lista de “Vou ler”, preferi deixar de lado a vontade de ler algo da autora. Aí soube do lançamento de A garota dragão e corri pra comprar logo os dois volumes. Só por falar de dragões já me chamou a atenção, além da capa ser colorida de um jeito que eu acho que faz a diferença. Li e gostei. A protagonista, com a síndrome de “ninguém me ama, ninguém me quer” me irritou profundamente, mas a história vale muito a pena. Agora é começar a ler a continuação. Se só o nome da autora não recomendar essa história, espero que essa minha resenha faça isso.

2 de dez de 2014

Línguas de fogo (Karen Soarelle)


Título: Línguas de fogo
Autora: Karen Soarelle
Editora Cubo Mágico, 215p.

Aisling é uma menina simples, camponesa, que vive com a avó num povoado em Vulcannus. Uma noite, Aisling é acordada com pressa pela avó sem saber porque, e é posta em fulga. O povoado está queimando, as pessoas estão morrendo e fugindo e Aisling não consegue entender nada. Quando ela vê que Dharon, seu melhor amigo e guerreiro da vila, está lutando contra o monstro que está assolando o lugar. Ele é ferido gravemente na tentativa de proteger Aisling, e a única chance de salvá-lo é deixar a avó pra trás e rumar para o desconhecido e entrar no território inimigo de Hynneldor, onde pode existir a cura para o veneno do monstro. No caminho, Aisling e Dharon encontram um amigo em Desmond, além de uma égua belíssima que segue Aisling para todo lado. Desmond resolve levá-los ao grupo rebelde do qual faz parte e a menina acaba conseguindo ajuda de Marian, a líder. Quando elas viajam para encontrar o antídoto para o veneno que ataca Dharon, a Fortaleza é atacada e uma traição é descoberta, ao mesmo tempo em que Marian descobre coisas sobre Aisling que nunca havia imaginado.

Este livro é o primeiro da série Crônicas de Myríade, do talento nacional Karen Soarelle. Honestamente, não me lembro o dia exato em que eu dei de cara com este livro, mas a capa e o título me chamaram a atenção de primeira. Entrei em contato com a Karen e ela, muito fofa e solícita, me falou mais sobre a história. Eu acabei lendo o pequeno conto A Rainha da Primavera (a resenha você confere aqui), e adorei. Fiquei louca de curiosidade pra ler esse livro, comprei na promoção do lançamento de Tempestade de areia, o segundo da série, e. apesar de ter demorado um pouco pra começar a leitura, não consegui largar assim que peguei. Logo no início da história você se envolve com a ação, e não pára. A narrativa é fluida, nem um pouco cansativa, o que me fez gostar mais ainda da história. Meu personagem favorito: Douce (que eu espero que apareça de novo nos próximos livros). Partindo para a leitura de Tempestade de areia. Recomendo as Crônicas de Myríade para todos os fãs de talentos nacionais da fantasia.

1 de dez de 2014

Letícia e os medalhões de Lungore (Alexandre Esteréiro Nascimento) – DL 2014


Título: Letícia e os medalhões de Lungore
Autor: Alexandre Esteréiro Nascimento
Mês: Dezembro
Tema: Livre
Editora Mondeglieri, 388p.

Letícia é uma menina esperta, cujo melhor amigo Nick, é músico e teve seu primeiro cd lançado. A vida deles é normal, sem grandes acontecimentos, até o dia em que eles encontram a misteriosa Sra. Ventríglio. Uma mulher de aparência idosa que mora em um casarão em um terreno baldio pode não chamar muita atenção, se não fosse o fato de que somente Letícia, Nick e a amiga deles, Laila, podem ver o casarão (para todos os outros, o terreno está sempre completamente vazio). Ao fazer amizade com Cochinha, o cachorrinho da Sra. Ventríglio, Letícia acaba se tornando amiga da senhora e descobre alguns mistérios que cercam a vida da mulher. Mistérios esses que tem a ver com a recuperação dos medalhões do antigo amigo de Angelina (verdadeiro nome da mulher), um homem poderoso chamado Lungore. Perdidos há séculos quando o mago os dispersou para não caírem nas mãos do maligno alquimista Galankor, agora Letícia é incumbida de encontrá-los. Para isso, ela, Nick, Laila e Cochinha se envolvem em várias aventuras, e lidam com personalidades históricas e todo tipo de criaturas míticas, para poder recuperar e proteger os artefatos de Lungore. Muita magia, emoção e um passeio pela história são a chave do primeiro livro da série Letícia.



Eu consegui esse livro em uma troca (sabe, aquele tipo de troca em que a pessoa não tem absolutamente nada que você queira, mas um sexto sentido seu diz pra você trocar, mesmo que seja por um título que você não conheça, porque quem sabe, pode até gostar de alguma coisa que ela tenha, aí você cruza com um livro que a capa parece bem comum, mas ainda assim te chama a atenção e quando você vê que é de autor nacional, aí começa a se interessar mais...).
Não conhecia o autor, nunca havia ouvido falar do livro, mesmo assim arrisquei... E gostei da história. O autor não se perde em longas descrições, apesar do livro ter mais de 300 páginas. A narrativa é simples e a história é repleta de ação. Esse não é o primeiro livro de Alexandre Nascimento, ele já havia publicado A lenda do Cavaleiro Kbyte (que eu quero ler). Recomendo o livro não só por ser de autor nacional, mas porque realmente a história te prende do início ao fim e você fica louco para saber em que tipo de encrencas Letícia e seus amigos irão se meter na continuação da série. Vale a pena.

Quando uma garota entra em um bar, de Helena S. Paige – DL do Tigre 2014



Tema: Guilty pleasure
Mês: Dezembro
Leitura do mês: Quando uma garota entra em um bar
Autora: Helena S. Paige
Editora Novo Conceito, 240p.

AVISO: LIVRO NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS.

Sua amiga te convida para sair a noite. Você, na hora de se arrumar, fica em dúvida sobre qual roupa íntima escolher. Decidida e pronta, você chega no bar só para descobrir que essa amiga vai te dar um furo. Agora você está em um bar muito bom, sem saber pra onde vai e o que fazer. Até que começam a surgir as possibilidades no seu caminho. Você pode continuar sentada no bar, paquerando o barman. Você pode ir a uma exposição que fica perto, já que recebeu um convite. Você pode querer chegar perto do baterista daquela banda famosa que está na área vip e pediu para você se encontrar com ele. Ou pode simplesmente ir embora. Mas até nesta hora surgem opções: você pode aceitar o convite de um cara super charmoso que te chamou a atenção, ou pode aceitar a carona do segurança da tal banda famosa. Para cada opção, várias outras se abrem como um leque na sua frente. Não dá para saber o que vai acontecer caso você escolha esse ou aquele rumo, mas você gosta de cada aventura libertina que vive, seja na opção que for (até mesmo se você escolher voltar para casa...)

Desde o lançamento desse livro, que veio na onda dos livros Hot, eu fiquei curiosa, mesmo não sendo fã do gênero, porque lendo a sinopse você percebe de cara que é um livro diferente, onde o leitor decide o final que a história terá (parecido com RPG). Com esse tema do desafio, sabia que o livro escolhido tinha que ser algo assim, tinha que ser uma leitura que leio só por curiosidade, não é nem mesmo um guilty pleasure de verdade... Não é a primeira vez que leio uma história assim, então, como não gosto de escolher, e voltar, e ficar nesse vai-e-vem, eu li o livro direto, sem escolher nada, só acompanhando os acontecimentos. A surpresa está no fato de que eu gostei :P Diferente dos outros livros desse gênero que li (sim, eu li, talvez leia outros, só pra saber e participar de discussões literárias), e além do fato de que o leitor escolhe o rumo da história, a protagonista é muito louca. Morri de rir no início, quando ela fala de suas roupas íntimas. O livro todo é pura surpresa. Gostei bastante e recomendo.