28 de jun de 2014

Amazônia subterrânea (Vera Ribeiro) – DL 2014


Título: Amazônia subterrânea
Autora: Vera Ribeiro
Mês: Junho
Tema: Livro infantil
Editora B4, 103p.

"Somos seres que vivem no subsolo de uma grande floresta que os abás chamam de Amazônia. Somos os guardiões dessa floresta, um povo com milhares de anos de história para contar, de alegrias, tristezas, lutas e conquistas. Vivendo isolado na Amazônia Subterrânea.” 

Maní, da taba dos Abarés, é filha dos líderes Abaloé e Naara, é curiosa e impulsiva. Ao sair escondida para explorar lugares mais afastados de sua oka, é atacada junto com seu amigo e protetor Araã, que acaba ficando seriamente ferido. Tentando se redimir, ela sai em busca da planta que poderia fornecer a cura para a ferida de Araã, uma vitória-régia. Só que essa é sua primeira viagem a superfície da floresta amazônica e ela fica encantada com tudo que vê. Ao retornar, Maní faz seu relato e acaba descobrindo um talento que ela não sabia possuir. A vida de todos em sua taba acontece normalmente, até que um ataque dos miratãs e seu líder, Tejú, transforma a tranqüilidade do lugar. Seus pais saem a luta para defender seu povo, mas tudo fica complicado quando Maní sai do seu esconderijo e acaba se envolvendo no perigo da batalha que acontece ao seu redor. 

Achei esse livro quando me deu um surto de vontade de ler escritores nacionais, de preferência algum outro talento paraense, ou que pelo menos falasse da minha região. Encontrá-lo foi uma bela surpresa. Um livro muito fácil de ler, curto, tem só 100 páginas. Mesmo assim, Vera Ribeiro sabe prender a atenção do leitor. Sua descrição das criaturas que vivem na parte subterrânea da Amazônia é excelente, ela faz uso da língua Tupi de várias formas para denominar essas criaturas. As ilustrações do livro, mesmo em preto e branco, também dão aquele toque a mais na história. Eu adorei. Uma história pequena, mas com belas lições para ensinar. Recomendo.

Além do planeta silencioso, de C.S. Lewis – DL do Tigre 2014


Tema: Autores queridos
Mês: Junho
Leitura do mês: Além do planeta silencioso
Autor: C.S. Lewis
Editora Martins Fontes, 220p.

Dr. Elwin Ransom está excursionando pela Europa. Em busca de um lugar para pernoitar, ele vai parar na casa de dois tipos suspeitos, que se revelam ser Devine, um antigo colega de faculdade, e Weston, físico e amigo deste. Devine lhe oferece estadia e Ransom acaba aceitando, mesmo sentindo que existe algo de muito errado no ar. Ele é drogado e quando acorda, está a bordo de uma nave, a quilômetros de distância da Terra, em direção ao planeta Malacandra. Na primeira oportunidade que encontra, Ransom foge de seus captores e acaba dando de cara com umas das criaturas habitantes de Malacandra, um hross. Apesar da vontade de fugir, a necessidade de saber mais sobre essa espécie é mais forte, e assim ele passa a conviver com Hyoi e seu povo, aprendendo seus costumes e cultura, mas um triste acontecimento faz Ransom perceber que precisa abandonar os hrossa para evitar que Devine e Weston massacrem seus novos amigos. Ele parte em mais uma viagem que, sem saber, acabará levando-o de volta para a Terra. 

Esse livro foi uma completa surpresa. Eu já andava atrás dessa trilogia do C.S. Lewis fazia um bom tempo, consegui comprar e finalmente comecei a ler. Não foi nada que eu tivesse esperado. Claro, eu sabia que não teria nada a ver com Nárnia (porque geralmente eu ouço “C.S. Lewis” e penso em Nárnia), e mesmo assim me surpreendi. No início, tive um pouco de dificuldade com a leitura, não me chamou a atenção como deveria, mas a história começa a melhorar no meio do livro. Os nomes dos personagens também não facilitaram, mesmo assim fui em frente... e gostei. Um fato bem legal é que Lewis coloca que sua história é um relato feito pelo Ransom real (no livro, esse nome é fictício, para proteger a identidade do real professor que viveu em Marte as aventuras de Ransom). A edição da Martins Fontes é ótima, a capa mostra a cena em que a história começa a fluir. Agora estou ansiosa para ler a continuação. Recomendado.