29 de abr de 2013

A rainha da primavera (Karen Soarelle) - DL 2013


Tema: Uma ou mais das quatro estações no título
Mês: Abril – livro 3
Título: A rainha da primavera: pergaminhos perdidos de Myríade
Autora: Karen Soarelle
Ed. Cubo Mágico, 87p.

Flora estava cansada da tranqüilidade de seu povo. Um dia, o sossego dá lugar ao alarme quando dois estranhos aparecem para levá-la embora. De uma forma nada agradável, Flora descobre que na verdade ela é a princesa do reino de Hynneldor e somente sua magia é forte o suficiente para proteger o reino dos inimigos de Vulcannus. Cheia de perguntas sobre sua verdadeira origem, ela decide acompanhá-los. Nathair é o embaixador de Hynneldor e Dimitri é o príncipe de Datillion, reino aliado. Perigos, uma traição e finalmente Flora chega a Hynneldor, que está sob ataque de Vulcannus. Agora, ela deve provar que é a verdadeira princesa perdida.

Um livro muito curto para meu próprio bem. Se não fosse assim, não teria conseguido parar de ler. A história é tão envolvente que eu não percebi o tempo passar e, quando vi, o livro já tinha acabado. Gostei porque fala de mundos inventados. Muito curiosa agora sobre as Crônicas de Myríade. Espero ler logo. Livro recomendado.

Sonho de uma noite de verão (William Shakespeare) - DL 2013


Tema: Uma ou mais das quatro estações no título
Mês: Abril – livro 2
Título: Sonho de uma noite de
Autor: William Shakespeare
Ed. Martin Claret, 143p.

Hérmia e Helena grandes amigas, mas Demétrio, por quem Helena está apaixonada, ama Hérmia. Esta, por sua vez, ama Lisandro. Outro “fator” contra o romance de Hérmia e Lisandro é o pai dela, que não aprova. Ele queria que ela casasse com Demétrio. Lisandro quer viver o romance, então sugere que eles fujam, mas Hérnia acaba contando sobre sua fuga para Helena, que conta para Demétrio. Assim, os quatro jovens, de maneira tortuosa, acabam se encontrando na floresta, onde habitam seres encantados. Mas a hora é péssima, pois as fadas e os duendes estão em discórdia, e os jovens acabam sofrendo as conseqüências disso. O rei dos Duendes, vendo o amor não correspondido de Helena por Demétrio, manda seu servo usasse nele a essência do Amor-Perfeito, uma flor que tinha o poder de fazer a pessoa se apaixonar pela primeira criatura que visse. A confusão começa quando o servo coloca a essência nos olhos da pessoa errada...

Nunca fui fã de Shakespeare. Todas as resenhas de livros do autor que fiz até hoje foram para desafios literários, ou seja, leitura obrigatória. No entanto, sempre tive curiosidade sobre essa história. Nunca havia lido, então foi uma bela surpresa. Na verdade, a primeira vez que soube sobre essa história foi quando lia uma versão dela adaptada para um gibi do Tio Patinhas (Brigitte, apaixonada pelo pão-duro, estava cansada de tentar conquistá-lo. Até Maga Patológica aparecer no caminho dela para lhe entregar a flor poderosa, tudo em um plano para conseguir pegar a moeda número Um do pato milionário). Como tudo relacionado a Disney, eu adorei e procurei saber mais sobre a história. Então adorei o livro. Apesar de estar enjoada de livros com confusões sentimentais, esse estranho triângulo amoroso faz com que o leitor acabe torcendo para todo mundo ficar feliz (o que não é comum em situações como essa...) Recomendo.

Um verão inesquecível (Elizabeth Craft) - DL 2013


Tema: Uma ou mais das quatro estações no título
Mês: Abril – livro 1
Título: Um verão inesquecível
Autora: Elizabeth Craft
Ed. Ática, 136p.

Sarah e Josh se apaixonaram nas férias de verão, mas quando chega a hora de voltar para casa, ela tem consciência de que eles talvez não voltem a se ver. Suspirando pelo amor de sua vida e chateada por achar que terá que se mudar com a mãe para o Japão, ela descobre que na verdade irá morar com o pai na Flórida, onde Josh mora. Sua felicidade se transforma em uma confusão de sentimentos quando descobre que ele tem namorada. Mas isso não impede de fazer com que os dois retomem seu romance escondido, e ela acaba envolvendo seu novo amigo Tim nessa furada. Só que as coisas não são o que parecem.

Esse livro faz parte da coleção Primeiro Amor, conjunto de 10 livros com histórias juvenis. Tenho ele há um tempo, já estava mais na hora de ler. É uma história agradável, de narrativa é leve, eu me diverti lendo, mesmo que algumas vezes eu tenha tido vontade de bater em Sarah, com raiva de sua cegueira. Recomendo.

7 de abr de 2013

Os delírios de consumo de Becky Bloom (Sophie Kinsella) – Fuxicando sobre Chick-lits



Tema: Adaptação para o cinema
Mês: Abril
Livro: Os delírios de consumo de Becky Bloom
Autora: Sophie Kinsella
Ed. Record, 428p.

Rebecca Bloom, ou Becky, é jornalista especializada na área de finanças e uma consumista compulsiva assumida. Mesmo sendo jornalista financeira, ela não está nem aí para a forma como gasta seu dinheiro, só quer saber de comprar novas roupas e sapatos. Ela vive com sua melhor amiga Susi, que não percebe esse lado compulsivo da amiga. Quando seu chefe a manda assistir mais uma conferência financeira, no meio do caminho Becky dá de cara com mais uma promoção imperdível. O problema é que seu cartão Visa ficou no seu trabalho, então ela acaba pensando em pedir emprestado a uma amiga que vai estar na conferência. Esse pedido, no entanto, acaba sendo ouvido por todos, inclusive por Luke Brandon, um executivo bem sucedido, com QI alto e que sempre passa a impressão de saber a verdade sobre Becky (que ela não sabe nada de finanças, mesmo trabalhando na área). Ela o odeia, mas depois começa a desconfiar de tanto ódio... Como não podia deixar de ser, uma hora Becky se vê endividada, com todos os cartões de crédito cancelados e, pior, brigada com Susi. Assim, ela resolve voltar para a casa dos pais, só temporariamente. Lá, ela recebe uma chance de escrever um artigo para um jornal de circulação nacional e sair do buraco, só que o artigo será sobre algo que ela já provou que não entende: finanças. Será que ela conseguirá dar a volta por cima? E seus sentimentos por Luke são verdadeiros?

O primeiro livro que li de Sophie Kinsella. Agora entendo a quantidade de críticas boas que essa autora recebe de todos. Além de escrever de uma forma atrativa, a história é divertidíssima. Becky é muito louca, para dizer o mínimo. Seu vício em comprar, seu desespero em não perder uma liquidação que seja é completamente hilário. Mais engraçado ainda é seu estresse com Luke, já que ele sabe que ela não sabe bulhufas do próprio trabalho. Valeu muito a pena ler, não só para finalmente poder conhecer o estilo da Sophie, mas também porque a história vale a pena. Super indico.

A ascensão dos nove (Pittacus Lore)



Título: A ascensão dos nove
Autor: Pittacus Lore
Editora Intrínseca, 287p.

Finalmente, John e o número Nove conseguem escapar da fortaleza dos mogadorianos, mas John se sente constantemente culpado por ter deixado Sam para trás. Isso o impede de focar totalmente em se recuperar e se preparar para se reunir a Seis e aos outros da garde. Nove percebe e se irrita com a falta de concentração de John, o que leva os dois a constantes desentendimentos. Ao mesmo tempo, Seis parte com Marina, Ella e Crayton, cêpan desta última, em busca do número Oito, mas até o encontrarem passam por diversas situações difíceis. Voltando para John e Nove, depois de passarem por um aperto, eles retornam para o antigo apartamento de Nove para descansarem e treinarem. Lá, descobrem uma maneira de saber onde os outros estão e quem são os novos aliados dos mogs... Nesse interim, os agora quatro lorianos estão juntos e usam seus legados para se protegerem e buscarem Seis, que ficou perdida após o teletransporte ter dado errado. Prisioneira dos mogs e de seus aliados, ela resolve encarar o mog-mor, Setrákus Ra, enquanto os outros rumam para onde ela se encontra. Muita luta, descobertas, ação, mortes, tudo isso está no caminho desses jovens até que eles possam se reunir novamente.

Um livro eletrizante, do início ao fim. A ação não para nunca, independentemente de quem esteja narrando a história.Conhecemos mais sobre o número Oito e seus legados incríveis e somos finalmente apresentados ao chefe dos mogs. Esse livro é realmente para se ler na ponta da cadeira. Nove me irritou bastante, assim como John, mas Seis como a guerreira que é compensa totalmente. Ansiosa pelo próximo volume da série.

A origem do número Oito (Pittacus Lore)



Título: A origem do número Oito
Autor: Pittacus Lore
Editora Intrínseca, 9p.

Uma pequena história que narra a vida do número Oito na Índia. Sozinho, ele e seu cêpan, Reynolds, foram traídos por alguém muito próximo. Oito não foi capaz de salvar Reynolds nem da traição nem da morte, e a partir daí passou a viver sozinho. Até o momento em que um de seus legados se manifesta sem que ele perceba. Então, o legado se desenvolve e Oito começa a aprender a utilizá-lo. Um livro pequeno que nos apresenta mais um dos sobreviventes de Lórien e esclarece, um pouco sobre sua vida.

Os arquivos perdidos (Pittacus Lore)



Titulo: Os arquivos perdidos: os legados do número Nove
Autor: Pittacus Lore
Editora Intrínseca, 93p.

O número Nove e seu cêpan vivem em Chicago, mas ao invés de optarem por um estilo de vida mais discreto, eles vivem no maior conforto, em um apartamento moderno com todas as comodidades possíveis. Lá, eles treinam, enquanto os legados de Nove se manifestam e desenvolvem. Como todo garoto, ele se interessa por garotas humanas e pensa em como seria viver uma vida normal. Seu cêpan até o aconselha a se “enturmar”, já que ele próprio se envolveu com humanas. Nove, tentando disfarçar sua força e seus legados já desenvolvidos, tenta parecer um garoto normal. Ao sair para um encontro com uma garota, os mogs aparecem e quase levam a melhor. Seu cêpan, então, resolve mudar a rotina. E eles embarcam em mais uma fuga. Mais um livro complementar da série sobre os sobreviventes de Lórien.